sicnot

Perfil

Economia

Fiat Chrysler chama às oficinas quase 900 mil veículos por defeitos nos air-bags e ABS

A Fiat Chrysler anunciou hoje que vai retirar quase 900 mil carros do mercado americano por defeitos de fabrico nos 'air-bags' e nos sistemas de ABS (anti-bloqueio dos travões), que causaram já sete situações de ferimentos.

© Eduardo Munoz / Reuters

A notícia está a ser avançada pela agência financeira Bloomberg, que dá conta de que a Fiat vai retirar do mercado, numa primeira fase, 351.989 Jeep Liberty SUV (veículos utilitários desportivos) de 2003 e Jeep Grand Cherokees de 2004 para reparar os módulos de controlo do 'air-bag' e os sensores de impacto.

Destes veículos, a empresa estima chamar à oficina 284.089 veículos provenientes dos Estados Unidos, 13.411 do Canadá, 6.277 do México e 48.212 fora da América do Norte.

Até ao momento, a Fiat já teve conhecimento de sete casos em que o 'air-bag' disparou indevidamente, o que provocou ferimentos nos passageiros.

Numa segunda fase, a empresa pretende chamar às oficinas 541.709 Dodge Journeys fabricados entre 2012 e 2015, desta vez devido a falhas no sistema ABS, apesar de não serem ainda conhecidos incidentes relacionados com estes defeitos de fabrico.

Do conjunto dos veículos afetados, a Fiat diz que 275.614 estão nos Estados Unidos, 78.148 no Canadá, 36.471 no México e 151.476 fora da América do Norte, este veículo é vendido como Fiat Freemont.

Em julho, a Fiat Chrysler aceitou pagar uma multa recorde de 105 milhões de dólares (cerca de 95,5 milhões de euros) nos Estados Unidos, no seguimento de uma investigação governamental à companhia, relacionada com 23 chamadas às oficinas no país, envolvendo mais de 11 milhões de veículos.

A Administração norte-americana de Segurança no Trânsito (National Highway Traffic Safety Administration, em inglês) exigiu que os consumidores pudessem devolver os seus veículos à empresa se as reparações não fossem completadas.

Lusa

  • Mais de 1600 ações de fiscalizações a IPSS em dois anos
    1:05

    Expresso da Meia Noite

    Nos últimos dois anos, o Estado efetuou mais de 1600 ações de fiscalização a Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) das quais resultaram mais de 70 destituições e 80 participações ao Ministério Público (MP). Os números foram avançados pela secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, no programa Expresso da Meia-noite, na SIC Notícias.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • Pedrógão Grande, seis meses depois - documentário Expresso
    0:29
  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23
  • Ilhas Selvagens são um tesouro no Atlântico que é preciso preservar
    2:33