sicnot

Perfil

Economia

Eurogrupo avalia hoje em Bruxelas desembolso de dois mil milhões para a Grécia

Os ministros das Finanças da zona euro vão avaliar hoje, em Bruxelas, se as reformas já aplicadas pela Grécia "merecem" o desembolso de dois mil milhões de euros, mas o mais provável é reclamarem mais medidas a Atenas.

Yorgos Karahalis


De acordo com diversas fontes europeias, subsistem ainda diversas diferenças entre as autoridades gregas e os seus credores relativamente a algumas medidas duras que a Grécia deve legislar e aplicar no quadro do terceiro programa de assistência externa, e é pouco provável que os ministros deem hoje "luz verde" ao desembolso de dois mil milhões de euros que já deveriam ter seguido para Atenas em outubro.

A Grécia esperava receber até ao final do ano três mil milhões de euros -- esta tranche de dois mil milhões de euros e ainda uma outra de mil milhões -- do pacote total de ajuda de 86 mil milhões de euros acordado no verão passado.

Entre os pontos que dificultam as negociações -- que ainda assim decorrem num ambiente bem mais pacífico que nos meses que antecederam o acordo sobre o terceiro resgate - encontram-se, entre outros, novas regras sobre créditos malparados e execuções imobiliárias, assim como a subida do IVA nas ilhas gregas e o preço mínimo de medicamentos genéricos.

Em virtude de o Eurogrupo e de a reunião de terça-feira alargado aos 28 (Ecofin) coincidirem com a apresentação do programa de Governo na Assembleia da República, Portugal estará representado nos encontros de Bruxelas pela secretária de Estado do Tesouro, Isabel Castelo Branco.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.