sicnot

Perfil

Economia

Fitch corta nota da Volkswagen devido a fraude de emissões poluentes

A agência de notação financeira Fitch baixou hoje a nota da dívida do construtor automóvel Volkswagen, envolvido na violação de normas antipoluição.

Martin Meissner

Duas outras agências, a Moody's e a Standard and Poor's, já tinham tomado decisão idêntica.

A dívida a longo prazo da Volkswagen, classificada como "A", foi reduzida em dois níveis para "BBB+", com perspetiva negativa, o que significa que pode ser de novo reduzida, segundo um comunicado.

"Esta degradação reflete os problemas de gestão, de direção e de controlo interno revelados" pelo escândalo de instalação em milhões de veículos de um dispositivo destinado a enganar os controlos antipoluição, de acordo com a Fitch.

As três principais agências de notação colocaram em setembro a nota da Volkswagen sob vigilância negativa, quando foi revelado o escândalo.

Depois, a Standard and Poor's baixou a nota em meados de outubro e a Moody's fez o mesmo na passada quarta-feira, quando foram divulgados novos desenvolvimentos deste caso.

Hoje, a Fitch precisou que a sua decisão de baixar a nota do grupo tem em conta "os efeitos financeiros diretos e indiretos que podem ser esperados na sequência desta crise", como o custo da reparação dos veículos atingidos, potenciais multas e processos em todo o mundo, bem como uma possível diminuição do volume de negócios.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19