sicnot

Perfil

Economia

Volkswagen discute com funcionários futuro da empresa

A Volkswagen informou hoje, depois de uma reunião do conselho de supervisão, que nos próximos 10 dias vai reunir-se com os representantes dos trabalhadores para discutir um "caminho conjunto para o futuro da empresa".

© David Gray / Reuters

Em comunicado, o presidente do conselho de administração da empresa, Matthias Muller, referiu que na "atual difícil situação", as decisões devem ser tomadas em "conjunto" e ter em conta a "rentabilidade" e o "emprego".

"Este é um forte sinal para os funcionários. Os desafios são enormes, mas os trabalhadores apoiam a empresa, sempre e quando fixarmos um plano equilibrado entre investimento, poupança e projetos para o futuro", salientou Matthias Muller.

No grupo Volkswagen, à semelhança de outras empresas alemãs, existe um modelo de cogestão entre a direção e os funcionários através dos comités de empresa e mediante representantes dos trabalhadores do conselho de supervisão.

O grupo Volkswagen, que emprega 600.000 pessoas, anunciou em meados de outubro a redução de mil milhões de euros anuais de investimento.

A empresa anunciou também que pretende dar vales de mil dólares (cerca de 930 euros) aos clientes afetados na União Europeia pela manipulação das emissões de gases.

Em todo o mundo, segundo a Volkswagen, foram afetados pela manipulação quase 12 milhões de veículos.

Os vales são o primeiro passo da empresa para recuperar a confiança dos consumidores.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.