sicnot

Perfil

Economia

Custo do trabalho baixa 2,8% no 3º trimestre

O Índice de Custo do Trabalho (ICT) baixou 2,8% no terceiro trimestre, face ao mesmo período do ano passado, e depois de ter aumentado 2,6% no trimestre anterior, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo INE, para esta evolução contribuíram reduções de 2,5% nos custos salariais, de 3,9% nos outros custos do trabalho, de 3,1% nos custos médios do trabalho e de 0,5% no número de horas efetivamente trabalhadas.

No setor privado, por sua vez, o ICT terá crescido 2,5%, particularmente na Indústria (3,7%) e diminuído 9,1% nas atividades das Administrações Públicas, acrescenta o INE.

O INE conclui ainda que desde o primeiro trimestre de 2010 (excetuando o quarto trimestre desse ano, os três últimos trimestres de 2013 e o primeiro e segundo trimestres de 2015), o ICT em Portugal registou variações inferiores às observadas para a média da União Europeia.

O Índice de Custo do Trabalho (ICT), calculado pelo INE e ajustado de dias úteis, é um indicador de curto prazo da evolução dos custos suportados pela entidade patronal, por hora efetivamente trabalhada, e inclui custos salariais e outros, como contribuições para a Segurança Social, seguros de saúde, indemnizações por despedimento, entre outros.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".