sicnot

Perfil

Economia

PIB da Grécia contrai-se 0,5% no 3º trimestre face ao anterior e 0,4% face ao homólogo

O Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia no terceiro trimestre registou uma contração de 0,5% face ao segundo trimestre e de 0,4% face ao período homólogo de 2014, indicou hoje a agência nacional de estatística grega, Elstat.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

REUTERS

Durante o terceiro trimestre, a Grécia foi ameaçada de ser expulsa da zona euro pelos parceiros e foi 'forçada' a impor um controlo de capitais, ainda em vigor.

Esta contração - uma primeira estimativa da Elstat - depois de dois trimestres de crescimento, era antecipada pelos analistas, apesar de o país ter tido uma época turística "muito boa" no último verão e da Comissão Europeia prever um regresso à recessão este ano e em 2016, depois de ter registado em 2014 um crescimento, de 0,7%.

A Elstat também reviu em baixa o crescimento verificado no segundo trimestre, para 0,4%, contra uma estimativa de 0,9%.

Em termos homólogos, o PIB da Grécia recuou 0,4% no terceiro trimestre deste ano.

Este dado é anunciado numa altura em que Atenas negoceia com os credores internacionais a adoção de uma primeira série de medidas de austeridade e de reformas para obter a transferência de dois mil milhões de euros e de um 'envelope' de 10 mil milhões de euros para salvar o sistema bancário grego.

A Grécia, cuja economia só emergiu em 2014 depois de seis anos de recessão, escapou à justa, em julho, à bancarrota e a uma saída da zona euro, quando o primeiro-ministro de esquerda radical, Alexis Tsipras, acabou por aceitar um novo plano de resgate financeiro da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

No entanto, face ao risco de um movimento de pânico bancário, Atenas viu-se obrigada a impor a 29 de junho um controlo de capitais, ainda em vigor, que secou uma economia já enfraquecida por seis anos de austeridade.

Na sequência dos acontecimentos, o primeiro-ministro também precipitou eleições legislativas para 20 de setembro, que acabaram por reconduzi-lo no cargo.

Segundo as últimas previsões de outono da Comissão Europeia, a Grécia, sobre-endividada e forçada à adoção de medidas de austeridade, consideradas recessivas por numerosos economistas, em troca da ajuda da UE e do FMI no valor de 86 mil milhões, só deverá crescer, designadamente, 2,7% em 2017.

Entretanto, a economia, segundo as mesmas previsões, deverá registar contrações de 1,4% em 2015 e de 1,3% em 2016.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.