sicnot

Perfil

Economia

PIB da Grécia contrai-se 0,5% no 3º trimestre face ao anterior e 0,4% face ao homólogo

O Produto Interno Bruto (PIB) da Grécia no terceiro trimestre registou uma contração de 0,5% face ao segundo trimestre e de 0,4% face ao período homólogo de 2014, indicou hoje a agência nacional de estatística grega, Elstat.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

REUTERS

Durante o terceiro trimestre, a Grécia foi ameaçada de ser expulsa da zona euro pelos parceiros e foi 'forçada' a impor um controlo de capitais, ainda em vigor.

Esta contração - uma primeira estimativa da Elstat - depois de dois trimestres de crescimento, era antecipada pelos analistas, apesar de o país ter tido uma época turística "muito boa" no último verão e da Comissão Europeia prever um regresso à recessão este ano e em 2016, depois de ter registado em 2014 um crescimento, de 0,7%.

A Elstat também reviu em baixa o crescimento verificado no segundo trimestre, para 0,4%, contra uma estimativa de 0,9%.

Em termos homólogos, o PIB da Grécia recuou 0,4% no terceiro trimestre deste ano.

Este dado é anunciado numa altura em que Atenas negoceia com os credores internacionais a adoção de uma primeira série de medidas de austeridade e de reformas para obter a transferência de dois mil milhões de euros e de um 'envelope' de 10 mil milhões de euros para salvar o sistema bancário grego.

A Grécia, cuja economia só emergiu em 2014 depois de seis anos de recessão, escapou à justa, em julho, à bancarrota e a uma saída da zona euro, quando o primeiro-ministro de esquerda radical, Alexis Tsipras, acabou por aceitar um novo plano de resgate financeiro da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

No entanto, face ao risco de um movimento de pânico bancário, Atenas viu-se obrigada a impor a 29 de junho um controlo de capitais, ainda em vigor, que secou uma economia já enfraquecida por seis anos de austeridade.

Na sequência dos acontecimentos, o primeiro-ministro também precipitou eleições legislativas para 20 de setembro, que acabaram por reconduzi-lo no cargo.

Segundo as últimas previsões de outono da Comissão Europeia, a Grécia, sobre-endividada e forçada à adoção de medidas de austeridade, consideradas recessivas por numerosos economistas, em troca da ajuda da UE e do FMI no valor de 86 mil milhões, só deverá crescer, designadamente, 2,7% em 2017.

Entretanto, a economia, segundo as mesmas previsões, deverá registar contrações de 1,4% em 2015 e de 1,3% em 2016.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.