sicnot

Perfil

Economia

Mais de cinco mil trabalhadores saíram da Função Pública no 3.º trimestre

A Função Pública perdeu 5.387 trabalhadores no terceiro trimestre deste ano, o que representa uma quebra de 0,8% relativamente ao trimestre anterior e uma subida de 0,3% relativamente ao terceiro trimestre de 2014, foi hoje divulgado.

EPA

De acordo com a Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP), divulgada pela Direção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), a 30 de setembro de 2015, o emprego na administração pública correspondia a 649.294 postos de trabalho, um total que era de 654.681 em junho deste ano e de 647.139 em setembro do ano passado.

O terceiro trimestre deste ano prossegue a redução de postos de trabalho iniciada no segundo trimestre, mas ainda assim com mais 2.155 trabalhadores do que no trimestre homólogo.

Os dados da DGAEP revelam, no entanto, uma quebra de 10,7% face a 31 de dezembro de 2011, o que corresponde a menos 78.000 postos de trabalho.

Em termos acumulados, saíram do Estado 26.883 funcionários entre o início janeiro e o fim de setembro deste ano.

Segundo a SIEP, a redução do emprego nas administrações públicas resulta sobretudo da quebra do número de trabalhadores da administração central, que a 30 de setembro era de 692.154, menos 4.983 do que no trimestre anterior, o que corresponde a menos 1,0%.

O maior contributo para este decréscimo foi dado pelo Ministério da Educação, com menos 4.746 postos de trabalho.

O peso do emprego por subsetores manteve a mesma estrutura do trimestre anterior, representando a administração central 75,8% do emprego nas administrações públicas.

Com um peso na população total de 6,3%, o emprego no setor das administrações públicas representava a 30 de setembro de 2015 cerca de 12,5% da população ativa e de 14,2% da população empregada.

A 30 de setembro, em cada dez trabalhadores das administrações públicas, seis eram mulheres, mantendo a taxa de feminização no setor acima do mesmo indicador para a população ativa.

Na mesma data, as mulheres trabalhadoras nas administrações públicas representavam 15,1% e 17,2% da população ativa e da população empregada do mesmo sexo, destaca o documento.

Em julho deste ano, o valor médio mensal das remunerações dos trabalhadores a tempo completo da administração pública situava-se nos 1.404,2 euros, correspondendo a uma variação global média negativa de 0,1% em relação a abril.

Lusa

  • Costa quer pensões atualizadas, IRS revisto e função pública aumentada
    2:41

    País

    António Costa confirmou, esta noite na SIC, medidas que quer pôr em prática no próximo ano. As pensões vão ser atualizadas, os escalões do IRS revistos e os funcionários públicos terão um aumento, a cada trimestre. A subida do salário mínimo também está no acordo à esquerda, mas a meta de 600 euros é para ser alcançada apenas no fim da legislatura.

  • Cortes diminuem reformas dos funcionários públicos
    1:11

    Economia

    Até setembro reformaram-se menos 4.319 funcionários públicos, do que no mesmo período do ano passado. Em declarações ao Correio da Manhã, os sindicatos da função pública dizem que há menos pessoas a pedir a reforma devido aos cortes nas pensões.

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC