sicnot

Perfil

Economia

BCE adverte que mais atos terroristas na Europa podem afetar confiança

O vice-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Vítor Constâncio, advertiu hoje que mais episódios de terrorismo na Europa podem afetar a confiança e a recuperação económica da zona euro.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

© Ralph Orlowski / Reuters

Constâncio falava na apresentação do relatório de estabilidade financeira, no qual o BCE analisa os principais riscos para o sistema.

"O que ocorreu afetará temporariamente o consumo nos países mais atingidos pelos atentados, mas o que temos visto noutros casos, como no atentado ao 'Charlie Hebdo', é que o consumo diminui, mas isso é corrigido nos meses seguintes", afirmou.

"De momento, o impacto é limitado, mas mais casos mudam a situação", acrescentou Constâncio, citado pela Efe.

O vice-presidente do BCE acrescentou que a instituição analisará na próxima semana se deve aplicar mais estímulos monetários na zona euro, decisão que dependerá das próximas previsões de inflação. Em setembro, o BCE tinha avançado com uma previsão de inflação de 0,1% em 2015, de 1,1% em 2016 e de 1,7% em 2017.

Os mercados antecipam que Mario Draghi, presidente do BCE, vai anunciar na próxima semana mais estímulos monetários na zona euro.

Desde março, o BCE está a comprar dívida pública e privada no valor de 60 mil milhões de euros mensais e tinha previsto manter a iniciativa até setembro de 2016.

Draghi pode anunciar um aumento do volume de compras ou um prolongamento do programa.

O BCE também estuda a possibilidade de reduzir a sua taxa de depósitos, que já se encontra em terreno negativo (-0,2%).

Lusa

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida