sicnot

Perfil

Economia

Sentimento económico estagna na zona euro e piora em Portugal

O indicador de sentimento económico estagnou na zona euro em novembro e recuou na União Europeia (UE) e em Portugal divulgou hoje a Comissão Europeia.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

Segundo dados da Direção-Geral de Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, o sentimento económico manteve-se estável na zona euro nos 106,1 pontos em novembro, face a outubro, e recuou 0,1 pontos na UE para os 107,6.

Em Portugal, o indicador contraiu 1,7 pontos em novembro, para os 103,6.

A estagnação da zona euro deve-se, segundo Bruxelas, a uma combinação do aumento da confiança dos consumidores e no setor dos serviços e da construção com uma deterioração da confiança na indústria transformadora e no comércio a retalho.

Entre as cinco maiores economias da zona euro, o indicador recuou em Itália (-0,7 pontos), em França (-0,6) e na Alemanha (-0,1), tendo aumentado na Holanda (3,1) e na Espanha (0,2 pontos).

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.