sicnot

Perfil

Economia

Portugal mantém 3ª taxa de desemprego mais alta na OCDE

A taxa de desemprego na OCDE caiu em outubro 0,1 pontos percentuais para 6,6% da população ativa face a setembro, com Portugal a manter-se com a terceira taxa mais elevada dos países membros, com 12,4%.

(Reuters/Arquivo)

Segundo os dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), hoje divulgados, esta taxa de 6,6% equivale a 40,6 milhões de desempregados, menos 8,3 milhões do que em janeiro de 2013, mas mais 6,1 milhões do que em julho de 2008.

Na zona euro, em outubro, a taxa de desemprego desceu uma décima para os 10,7%.

Entre os 34 países membros da OCDE, Grécia (24,6%, segundo os últimos dados disponíveis de agosto) e Espanha (21,6%) foram os países que em outubro continuaram a apresentar as taxas de desemprego harmonizadas mais elevadas, seguidos de Portugal, que manteve a taxa de desemprego de setembro (12,4%).

Os outros Estados que continuaram a apresentar taxas de desemprego elevadas foram Itália (11,5%), Eslováquia (10,9%) e França (10,8%), valores que contrastam com a taxa da Alemanha, por exemplo, que em outubro era de 4,5% (o mesmo valor de agosto e setembro) ou da República Checa, de 4,7%.

Os EUA, por sua vez, tinham em outubro uma taxa de 5% (diminuiu uma décima face ao mês precedente).

Entre os jovens (15-24 anos), a taxa de desemprego na OCDE subiu uma décima para 13,6% em outubro, com os países a apresentarem tendências variadas. Na zona euro, a taxa de desemprego jovem subiu uma décima para 22,3%.

Na Grécia, a taxa de desemprego jovem permanece bastante elevada, nos 44,9% em agosto (últimos dados disponíveis), assim como em Espanha, onde se fixou nos 47,7%.

Em Portugal, a taxa de desemprego nos mais jovens caiu uma décima face a setembro, para 31,8%.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.