sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a descer a 2 anos e a subir a 5 e 10 anos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois anos e a subir a cinco e a dez anos em relação a segunda-feira. Cerca das 8:35 de hoje em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a subir para 2,497%, contra 2,495% na segunda-feira.

(Lusa/ Arquivo)

Nos últimos seis meses, os juros a cinco subiram até ao máximo de 3,253% a 15 de junho e desceram até ao mínimo de 2,257% a 2 de dezembro. O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a avançar, para 1,115%, contra 1,111% no fecho de segunda-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril deste ano.

Os valores mínimos e máximo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos foram de 0,918% a 2 de dezembro e de 1,905% a 16 de junho.

Em sentido contrário, no prazo de dois anos, os juros estavam a recuar para 0,107%, contra 0,110% na segunda-feira.

Nos últimos seis meses, os valores mínimos e máximo dos juros a dois anos foram de -0,003% a 25 de junho e de 0,778% a 8 de julho.

Os juros da Irlanda, Itália e Espanha estavam a cair a dois e cinco anos e a subir no prazo mais longo, enquanto os da Grécia estavam a subir a dois anos e a descer a dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:35:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

22/12....0,107.....1,115....2,497

21/12....0,110.....1,111....2,495

Grécia

22/12......7,494....n disp....8,031

21/12......7,369....n disp....8,061

Irlanda

22/12......-0,213....0,165.....1,081

21/12......-0,210....0,169.....1,070

Itália

22/12......0,042.....0,503....1,588

21/12......0,046.....0,510....1,585

Espanha

22/12......0,098......0,704....1,773

21/12......0,101......0,706....1,766

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

Lusa

  • Marcelo promete entregar carta de menina com paralisia cerebral ao primeiro-ministro
    3:05

    País

    O Presidente da República está preocupado com os cuidadores dos cidadãos que precisam de cuidados paliativos. No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinalou este sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visitou a Casa do Tejo, em Algés, onde três famílias de crianças com paralisia cerebral e outros problemas de saúde são recebidas em conjunto com os pais para que toda a famíla possa receber apoio de técnicos especializados. O Presidente recebeu uma carta de uma menina de 5 anos, com paralisia cerebral, e prometeu que a vai entregar ao primeiro-ministro, para que seja aberta uma porta legislativa mais larga para os problemas das pessoas deficientes.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02