sicnot

Perfil

Economia

Suzuki quer começar a testar a primeira moto de hidrogénio

O fabricante japonês de veículos Suzuki Motor quer comercializar a primeira moto de hidrogénio fabricada em série e planeia começar a testá-la na estrada no próximo ano, informa hoje o diário económico Nikkei.

O Ministério dos Transportes japonês poderá ter aprovada, em janeiro, uma normativa para este tipo de veículos -- que seria a primeira do mundo -- em matéria de segurança e meio ambiente, o que permitiria à Sukuzi começar a testar o seu produto.

O fabricante japonês estabeleceu uma empresa com a Intelligent Energy Holdings -- companhia britânica que fabricou o primeiro protótipo de motocicleta a hidrogénio em meados da década passada -- através da qual desenvolve a 'scooter' de hidrogénio (com base no atual modelo de 120cc de Suzuki) que promete ser a primeira moto do tipo comercializada no mundo.

Utilizando o modelo compacto de célula de combustível (chamada célula Burgman) a Suzuki espera também desenvolver veículos ligeiros de hidrogénio de quatro rodas.

Em dezembro do ano passado, o também japonês Toyota Motor transformou-se no primeiro fabricante de veículos a comercializar um carro que funciona com hidrogénio -- o Mirai -- e que emite vapor de água em vez de gases com efeito de estufa.

A Suzuki espera seguir os seus passos no setor dos motociclos e converter a 'scooter' Burgman num dos seus produtos de referência depois que as autoridades japonesas aprovem um quadro regulatório que certifique a segurança dos depósitos de combustível.

  • 2,1%. As reações ao défice de 2016

    Economia

    O défice orçamental ficou mesmo nos 2,1% do PIB. Os partidos já reagiram àquele que é o valor mais baixo em democracia.

  • Comboios Alfa vão ter bancos com tomadas elétricas e wi-fi
    2:06
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Nus e acorrentados em frente a Auschwitz

    Mundo

    Catorze pessoas com idades entre os 20 e os 27 anos despiram-se e acorrentaram-se em frente ao portão de Auschwitz, antigo campo de concetração nazi na Polónia, depois de terem degolado um carneiro. Ninguém sabe ainda porquê.

  • A coleção de gerigonças de Ana Catarina Mendes
    1:51
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33
  • Viaduto de Alcântara condicionado
    1:36

    País

    O viaduto de Alcântara, em Lisboa, continua com o trânsito condicionado mas apenas sobre o tabuleiro e no sentido Alcântara Terra - Alcântara Mar. A circulação só será reposta depois de uma nova vistoria, ainda sem data marcada.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07