sicnot

Perfil

Economia

Concorrência abre processo contra Fiat por limitação de garantias automóveis

A Autoridade da Concorrência (AdC) abriu um processo de contraordenação contra a Fiat Portugal, por indícios de infração às regras de concorrência, tendo a empresa apresentado um conjunto de compromissos com o objetivo de responder às preocupações levantadas.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Lucy Nicholson / Reuters

Em comunicado divulgado hoje, a Concorrência adiantou que a investigação desenvolvida identificou a existência de um contrato de extensão de garantia que impediria os consumidores de efetuarem reparações em oficinas independentes, sob pena de perderem o direito à garantia do fabricante.

Esta é a quarta investigação relativa à limitação de garantias automóveis desenvolvida pela Concorrência no último ano e meio, depois da Ford, da Peugeot e da SIVA, a importadora e distribuidora das marcas automóveis Audi, Volkswagen e Skoda.

Entretanto, a Fiat apresentou um conjunto de compromissos com o objetivo de responder às preocupações jusconcorrenciais manifestadas pela AdC, acrescenta o organismo.

Segundo a Concorrência, os compromissos passam por fazer constar de todos os contratos, manuais e outros documentos entregues aos proprietários de veículos Fiat, que o benefício das garantias não está condicionado à realização das operações de manutenção e/ou intervenções mecânicas não objeto de garantia, na Rede Oficial da marca.

Mais, refere, "a Fiat compromete-se igualmente a comunicar essa alteração contratual a todos os concessionários e reparadores autorizados e a remeter um novo clausulado do contrato de extensão de garantia a todos os clientes, concessionários e reparadores autorizados da marca Fiat".

Na nota publicada da AdC, a Concorrência realça que "pode aceitar compromissos propostos pelos visados em processos de contraordenação, que sejam aptos a eliminar os efeitos nocivos sobre a concorrência provocados pelas práticas em causa".

A Fiat fica obrigada ao cumprimento deste conjunto de compromissos, sob monitorização da AdC.

Lusa

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.