sicnot

Perfil

Economia

Infraestruturas de Portugal aumenta portagens em 34 troços

A Infraestruturas de Portugal (IP) vai aumentar em cinco cêntimos 34 das 550 tarifas de portagem das autoestradas que lhe estão concessionadas no próximo ano, adiantou fonte da empresa à agência Lusa.

(arquivo/Reuters)

(arquivo/Reuters)

Reuters

Numa nota escrita enviada hoje à Lusa, a IP refere que a atualização anual das taxas de portagem, que tem por base a evolução do Índice de Preços ao Consumidor (IPC), se irá refletir "quase unicamente" nas tarifas aplicadas às classes 2, 3 ou 4.

Segundo esclarece, em 2016 a atualização anual irá representar, em média, um aumento de 0,2% em valor no conjunto das sete concessões ex-SCUT (Algarve, Beiras Litoral e Alta, Beira Interior, Costa de Prata, Interior Norte, Grande Porto, Norte Litoral) e duas concessões de portagem real (Norte e Grande Lisboa).

Na A29 (Costa de Prata) aumentará em cinco cêntimos a tarifa dos veículos classe 2 no troço Salreu-Estarreja e dos veículos classe 4 no troço Estarreja-Ovar, enquanto na A42 (Grande Porto) a subida de cinco cêntimos será aplicada aos veículos de classe 3 no troço EN 106 Norte-Lousada (IP9).

Já na A28 (Norte Litoral) a atualização será feita no troço Póvoa de Varzim-Estela para os veículos de classe 2 e Esposende-Antas para os de classe 4, enquanto na A23 (Beira Interior) o aumento de cinco cêntimos se aplica no troço Alcaria-Covilhã Sul para a classe 2, Sarnadas/Retaxo-Castelo Branco Sul e Soalheira-Castelo Novo para a classe 3 e Mouriscas-Mação, Hospital-Castelo Branco Norte e Soalheira-Castelo Novo para a classe 4.

Já na Via do Infante (A22) a única alteração será no troço Tavira-Monte Gordo para os veículos de classe 4, sendo que na A24 serão atualizados os troços Vidago-Pedras Salgadas e Vila Real (IP4)-A4 para a classe 2, o percurso Chaves-EN103 para as classes 3 e 4 e, para esta última, também o troço Portela-Peso da Régua.

Quanto à A25 (Beiras Litoral e Alta), a subida de cinco cêntimos aplicar-se-á aos veículos de classe 2 no troço Boa Aldeia Nascente-Fail e aos de classe 4 nos percursos Reigoso-Cambarinho, EN231-EN2 e Mangualde-Chãs de Tavares.

Na concessão Norte, com portagem real, irá verificar-se uma atualização de tarifas em seis de um total de 30 troços: para os veículos de classe 1 aumentam os percursos Fafe-Basto e Ribeira de Pena-IP3; para os de classe 2 o de Nó Calvos-Vizela; para os de classe 3 os de Celeirós-Guimarães Oeste, Nó Calvos-Vizela e Vizela-Felgueiras; e para a classe 4 o troço Basto-Ribeira Pena.

No caso das subconcessões Baixo Tejo (A33) e Pinhal Interior (A13) esta atualização será aplicada em quatro do total de 25 pórticos existentes e representará um aumento médio em valor de 0,3%.

Na A13 os preços subirão cinco cêntimos para os veículos de classe 1 no troço Nó com a EN342-Nó de Condeixa e Nó de Condeixa-Nó de Coimbra Sul e apenas neste último percurso no caso dos veículos classe 3; já na A33 passam a pagar mais os automóveis classe 2 entre o Nó de Belverde-Nó das Laranjeiras, os de classe 3 entre o Nó de Palhais-Nó da Queimada e os de classe 4 entre o Nó de Coina com a EN10 e o Nó de Penalva.

Já nas subconcessões Autoestrada Transmontana e Litoral Oeste não se verificará qualquer alteração das taxas de portagem.

Segundo recorda a IP, atualmente as empresas transportadoras de mercadorias, maioritariamente utilizadoras dos veículos das classes superiores, beneficiam já de um desconto no preço das portagens de 10% durante o dia e de 25% durante a noite.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20