sicnot

Perfil

Economia

CMVM prolonga por 10 dias suspensão de ações e instrumentos de dívida do BES

O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) voltou hoje a prolongar a suspensão da negociação das ações e de alguns instrumentos de dívida do Banco Espírito Santo (BES) por mais 10 dias úteis.

(arquivo)

(arquivo)

"O Conselho de Administração da CMVM deliberou [...] a prorrogação da suspensão da negociação das ações e dos instrumentos de dívida do Banco Espírito Santo (BES) de seguida identificados por 10 dias úteis", lê-se num comunicado publicado hoje na página oficial do regulador.

A suspensão da negociação do BES Perpetual Serie USD, BES Obrigações CX Subordinadas 2011 e BES Perpetual mantém-se até "à divulgação de informação relevante e segura sobre o emitente", adianta a CMVM.

O regulador do mercado decidiu suspender a negociação das ações e vários instrumentos financeiros do BES, à espera de informação relevante a 04 de agosto de 2014, tendo prorrogado sucessivamente o prazo por dez dias úteis.

A 11 de agosto de 2014 o BES saiu do principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20.

O BES, tal como era conhecido, acabou a 03 de agosto de 2014, dias depois de apresentar um prejuízo semestral histórico de 3,6 mil milhões de euros.

O supervisor bancário, através de uma medida de resolução, tomou conta da instituição fundada pela família Espírito Santo e anunciou a sua separação, ficando os ativos e passivos de qualidade num 'banco bom', denominado Novo Banco, e os passivos e ativos tóxicos, no BES, o 'banco mau' ('bad bank').

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.