sicnot

Perfil

Economia

Pesca da sardinha interdita até 29 de fevereiro

A pesca da sardinha vai estar interdita, pelo menos, até 29 de fevereiro, no âmbito do período de defeso biológico desta espécie, segundo uma portaria publicada no Diário da República.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Nacho Doce / Reuters

O objetivo é assegurar a proteção dos juvenis e dos adultos reprodutores, impondo uma paragem obrigatória de dois meses que teve início a 01 de janeiro e termina no fim de fevereiro.

Os pescadores e armadores afetados pela paragem da pesca da sardinha receberam um total de 2,71 milhões de euros de compensações até 31 de dezembro de 2015.

Portugal e Espanha estão ainda a negociar a quota de sardinha para 2016, mas o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES, na sigla inglesa) recomendou que a quota não ultrapasse as 1.600 toneladas, o que implica na prática uma paragem da frota de cerco.

Em 2015, a quota de sardinha ibérica ficou-se pelas 19 mil toneladas, das quais cerca de 13 mil couberam a Portugal e as restantes a Espanha.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.