sicnot

Perfil

Economia

Parlamento debate dia 22 comissão de inquérito ao Banif e auditoria externa

O parlamento agendou para 22 de janeiro a discussão da criação da comissão de inquérito ao Banif, anunciou hoje o líder parlamentar do PSD, que propôs também a realização de uma auditoria externa ao banco.

Lusa

Lusa

Tiago Petinga


Em declarações aos jornalistas, Luís Montenegro anunciou que a conferência de líderes parlamentares agendou a discussão das iniciativas para dia 22 e afirmou esperar que "haja condições para que surja um texto final que consagre as propostas de diferentes partidos".

Luís Montenegro adiantou que o projeto do PSD dará entrada ainda hoje, tal como um projeto de resolução a recomendar uma auditoria "externa e independente" ao Banif.

O deputado social-democrata afirmou que a auditoria deverá incidir sobre o "processo que levou à capitalização em 2012, quer aos atos de gestão e várias tentativas de recuperação quer à depreciação do valor do banco que decorreu de forma repentina e acentuada nas últimas semanas, quer à solução de resolução e de venda de ativos ao Santander".

O parlamentar argumentou que o PSD decidiu avançar com uma resolução para realizar uma auditoria externa e independente ao Banif perante o que disse ser a "passividade do Governo" e defendeu que "seria útil" que os resultados estivessem prontos a tempo de poderem ser analisados pela comissão de inquérito.

"O Governo nada fez sobre esse repto que foi lançado pelo PSD [no debate em plenário no dia 23 de dezembro] e não resta outra alternativa que não a de propor que o parlamento formalize essa recomendação", argumentou Montenegro.

No final da conferência de líderes, o porta-voz, Duarte Pacheco, adiantou aos jornalistas que as bancadas do PS, BE, PCP e PEV estão a trabalhar numa "redação conjunta" do seu projeto de resolução para a criação do inquérito parlamentar e que o CDS-PP entregará um projeto próprio.

  • PS vai continuar a procurar entendimentos à esquerda
    1:38
  • Carlos César admite diálogo "mais fácil" com PSD de Rio
    1:36

    País

    O presidente e líder parlamentar do PSD diz que o partido não precisa de novos aliados, mas acredita que vai ser mais fácil dialogar com o PSD liderado por Rui Rio, Carlos César visitou esta segunda-feira as regiões afetadas pelos incêndios do ano passado, no primeiro dia das jornadas parlamentares dos socialistas.

  • 22 mortos devido a gripe H1N1 no Equador

    Mundo

    Uma epidemia de gripe H1N1 provocou a morte de 22 pessoas no Equador, onde estão diagnosticados perto de 500 casos, anunciou esta segunda-feira o vice-ministro da Saúde, Carlos Duran.

  • Benfica é o único clube português na lista dos mais ricos
    1:34
  • Papa pede perdão a vítimas de abusos por ter usado expressão "menos feliz"
    1:21

    Mundo

    No final da visita à América Latina, já no avião de regresso a Roma, o Papa Francisco pediu desculpa às vítimas de abusos sexuais no Chile. O líder da Igreja católica considerou que utilzou uma expressão menos "feliz" quando saiu em defesa do bispo Juan Barros, exigindo "provas" a quem o acusa de não ter agido.

  • Os três pontos de Ronaldo
    1:16
  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC