sicnot

Perfil

Economia

Fim da greve do estivadores com anúncio de novo Acordo Coletivo de Trabalho

O Sindicato dos Estivadores e os operadores do Porto de Lisboa chegaram hoje "a um acordo de paz social", anunciou a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Lusa

Lusa

(LUSA/ ARQUIVO)

"A greve dos estivadores termina hoje e isso justifica os nossos sorrisos", afirmou a governante, em conferência de imprensa, no dia em que os estivadores e os operadores chegaram a uma base de entendimento que permitirá fechar um novo contrato coletivo de trabalho no Porto de Lisboa até 29 de fevereiro.

Desde 14 de novembro, o Sindicato dos Estivadores tem vindo a entregar sucessivos pré-avisos de greve, que se prolongavam pelo menos até 31 de janeiro, que vão agora ser todos retirados, garantiu a governante.

Durante este período, os estivadores não fizeram nenhum dia de greve, por não se verificarem nenhum dos pressupostos para a paralisação, mas as cargas e descargas no Porto de Lisboa faziam-se com dias de atraso, o que levou dois armadores a suspenderem escala nesta infraestrutura.

Em declarações aos jornalistas, Ana Paula Vitorino explicou que o acordo "foi um fenómeno muito importante", ponto um ponto final num conflito que "durava há três anos".

"Estamos a falar de um conflito que durava há três anos, em que as partes já nem se sentavam à mesa para negociar, e foi possível restabelecer a confiança", declarou no final de uma reunião conjunta com os representantes do sindicato de estivadores do Porto de Lisboa, os representantes dos operadores e a presidente da administração do Porto de Lisboa, Marina Ferreira.

Depois de a 28 de dezembro, a ministra do Mar se ter sentado à mesa com as duas partes, o grupo de trabalho criado para mediar o conflito laboral, que originou mais de 30 pré-avisos de greve desde 2012, reuniu-se na quinta-feira pela primeira vez, tendo sido suficiente para chegar a uma base de entendimento.

"Está garantido que quer os operadores portuários quer os trabalhadores têm condições para chegar a um bom acordo, a um bom contrato coletivo de trabalho".

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.