sicnot

Perfil

Economia

Fim da greve do estivadores com anúncio de novo Acordo Coletivo de Trabalho

O Sindicato dos Estivadores e os operadores do Porto de Lisboa chegaram hoje "a um acordo de paz social", anunciou a ministra do Mar, Ana Paula Vitorino.

Lusa

Lusa

(LUSA/ ARQUIVO)

"A greve dos estivadores termina hoje e isso justifica os nossos sorrisos", afirmou a governante, em conferência de imprensa, no dia em que os estivadores e os operadores chegaram a uma base de entendimento que permitirá fechar um novo contrato coletivo de trabalho no Porto de Lisboa até 29 de fevereiro.

Desde 14 de novembro, o Sindicato dos Estivadores tem vindo a entregar sucessivos pré-avisos de greve, que se prolongavam pelo menos até 31 de janeiro, que vão agora ser todos retirados, garantiu a governante.

Durante este período, os estivadores não fizeram nenhum dia de greve, por não se verificarem nenhum dos pressupostos para a paralisação, mas as cargas e descargas no Porto de Lisboa faziam-se com dias de atraso, o que levou dois armadores a suspenderem escala nesta infraestrutura.

Em declarações aos jornalistas, Ana Paula Vitorino explicou que o acordo "foi um fenómeno muito importante", ponto um ponto final num conflito que "durava há três anos".

"Estamos a falar de um conflito que durava há três anos, em que as partes já nem se sentavam à mesa para negociar, e foi possível restabelecer a confiança", declarou no final de uma reunião conjunta com os representantes do sindicato de estivadores do Porto de Lisboa, os representantes dos operadores e a presidente da administração do Porto de Lisboa, Marina Ferreira.

Depois de a 28 de dezembro, a ministra do Mar se ter sentado à mesa com as duas partes, o grupo de trabalho criado para mediar o conflito laboral, que originou mais de 30 pré-avisos de greve desde 2012, reuniu-se na quinta-feira pela primeira vez, tendo sido suficiente para chegar a uma base de entendimento.

"Está garantido que quer os operadores portuários quer os trabalhadores têm condições para chegar a um bom acordo, a um bom contrato coletivo de trabalho".

Lusa

  • Quatro pessoas assassinadas em Barcelos

    País

    Quatro pessoas, entre elas uma grávida, foram assassinadas hoje em Tamel, no concelho de Barcelos. As vítimas terão sido esfaqueadas e o suspeito já se entregou.

    Em desenvolvimento

  • Défice de 2016 fica nos 2,1%

    Economia

    O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB em 2016, em linha com o previsto pelo Governo. É o valor mais baixo em democracia. Está aberto o caminho ao fim do Procedimento por Défices Excessivos.

    Em desenvolvimento

  • Libertado o ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak

    Mundo

    O ex-Presidente egípcio foi libertado hoje, depois de ter sido absolvido por um tribunal de recurso, no início deste mês. Hosni Mubarak estava agora confinado a um hospital militar. O antigo chefe de Estado tinha sido condenado em 2012 pela morte de manifestantes nos protestos da Primavera Árabe.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.