sicnot

Perfil

Economia

Estado quer arrecadar até 1500 M€ em leilões de Bilhetes do Tesouro

Portugal pretende arrecadar hoje até 1.500 milhões de euros através de dois leilões de Bilhetes de Tesouro com maturidades a seis meses e a um ano, anunciou a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Estes dois leilões das linhas de Bilhetes de Tesouro, os primeiros do ano, vencem a 20 de junho de 2016 e 20 de janeiro de 2017, e têm um montante indicativo global entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões de euros.

Durante o primeiro trimestre do ano, a agência liderada por Cristina Casalinho prevê emitir entre 3.000 milhões e 3.750 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro, através de seis leilões de dívida de curto prazo, entre os seis e os 12 meses.

No último leilão de Bilhetes de Tesouro a um ano, que ocorreu a 18 de novembro de 2015, o IGCP conseguiu emitir 1.100 milhões de euros a uma taxa negativa de 0,006%, inferior à de 0,051% praticada no anterior leilão comparável de 16 de setembro.

No leilão comparável seis meses, que ocorreu no mesmo dia, Portugal conseguiu arrecadar 400 milhões de euros, também a uma taxa negativa, de -0,018%, abaixo da do anterior leilão comparável, de 0,006%, de 16 de setembro.

Lusa

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43