sicnot

Perfil

Economia

Concorrência espanhola pede eliminação de restrições a veículos de aluguer com condutor

A autoridade da concorrência espanhola requereu ao Governo de Espanha que elimine da lei restrições ao transporte de passageiros em veículos de aluguer com condutor, como os utilizados pela aplicação informática Uber, sob pena de recorrer aos tribunais.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Andrea Comas / Reuters

Num comunicado enviado à imprensa, a Comissão Nacional Mercados e Concorrência (CNMC), correspondente à autoridade da Concorrência portuguesa, informou que enviou ao Conselho de Ministros, a 14 de janeiro, um requerimento que pede a anulação de vários artigos de um decreto-lei aprovado pelo ministério responsável pelos transportes em Espanha, considerando que "incluem numerosas restrições à concorrência".

A CNMC considera que a lei "limita a entrada e a capacidade de concorrência dos veículos de aluguer com condutor (VTC)", como os da Uber, "reduz a concorrência no mercado de transporte urbano de passageiros e protege o regime de monopólio dos serviços de táxi, travando a inovação no setor".

Segundo o comunicado, o decreto-lei "limita substancialmente a entrada no mercado de transportes urbanos de passageiros" de veículos de aluguer com condutor, já que permite à administração pública negar autorizações de operação aos VTC segundo o seu critério ou de forma automática "quando exista mais de uma autorização de VTC por cada trinta licenças de táxi".

"Impede que os táxis e os VTC compitam entre si e que os consumidores possam beneficiar de uma maior disponibilidade de veículos, um menor tempo de espera e uma maior competição em preços, qualidade e inovação", esclareceu.

Entre os principais obstáculos à concorrência, a autoridade destaca ainda que deveriam ser eliminados os artigos que estabelecem a obrigação prévia de contratar os serviços de VTC, proibindo que circulem com passageiros sem um contrato de aluguer e impedindo que possam oferecer os seus serviços circulando nas vias públicas em busca de clientes, tal como os táxis, além de outros requisitos de carácter técnico.

"Todas estas restrições são contrárias aos princípios de regulação económica eficiente" estabelecidos na lei espanhola, "de garantia da unidade do mercado, carecem de justificação económica, criam obstáculos à concorrência efetiva no transporte urbano de passageiros em todo o território nacional", além de serem "especialmente gravosos no atual momento de rápida inovação no setor, que seria travada" por esta norma, acrescentou.

Caso o Governo não aceite o requerimento, a CNMC "impugnará nos tribunais este Decreto, para conseguir que estas restrições possam ser eliminadas do marco normativo e aumentar o bem-estar geral", alertam.

Lusa

  • "Temos de jogar melhor do que frente à Espanha"
    0:45
  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • Os momentos que marcaram o 6.º dia de Mundial
    0:58
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11

    Mundo

    A nova política de imigração de Donald Trump está a suscitar reações indignadas. Na fronteira com o México, as crianças refugiadas estão a ser retiradas à força aos pais e levadas para centros de acolhimento. Esta terça-feira, foi divulgado um registo áudio de uma criança a suplicar pelos pais a um dos agentes da polícia fronteiriça.

  • Protecionismo de Trump abala Wall Street

    Economia

    Abalada pela exacerbação das disputas comerciais entre os EUA e a China, a bolsa nova-iorquina encerrou esta terça-feira em baixa, com o seletivo Dow Jones a fechar em queda pela sexta sessão consecutiva.