sicnot

Perfil

Economia

Dívida pública baixa na zona euro, Portugal com 3ª maior subida

A dívida pública na zona euro baixou para 91,6% do PIB no terceiro trimestre de 2015, com Portugal a registar a terceira maior subida na comparação em cadeia, divulga o Eurostat.

Ao nível da União Europeia, as estimativas do Eurostat apontam para  um excedente de 3,4 mil milhões de euros em novembro, contra os -3 mil milhões  observados em novembro de 2012 (EPA/ Arquivo)

Ao nível da União Europeia, as estimativas do Eurostat apontam para  um excedente de 3,4 mil milhões de euros em novembro, contra os -3 mil milhões  observados em novembro de 2012 (EPA/ Arquivo)

JULIEN WARNAND

A dívida púbica da zona euro baixou 0,7 pontos percentuais no terceiro trimestre de 2015 face aos 92,3% do período homólogo de 2014 e do segundo trimestre de 2015.

Já na União Europeia (UE), a dívida pública foi de 86,0% do Produto Interno Bruto (PIB), que compara com os 86,9% do período entre julho e setembro de 2014 e os 87,7% do segundo trimestre de 2015.

Face ao segundo trimestre de 2015, a dívida pública subiu em sete Estados-membros, com os maiores aumentos a serem registados na Eslovénia (3,3 pontos percentuais), na Grécia (2,1 pontos) e em Portugal (1,9 pontos).

Portugal tem, com 130,5% do PIB, a terceira maior dívida pública da UE, depois da Grécia (171,0%) e de Itália (134,6%).

As maiores quebras foram observadas na Irlanda (-2,7 pontos percentuais), em Itália (-1,4 pontos), na Bulgária (-1,3 pontos) e na Finlândia (-1,2 pontos).

Segundo o gabinete oficial de estatísticas da UE, os títulos de dívida (72,8%) são a principal componente da dívida pública da zona euro, seguindo-se os créditos (16,1%).

Na comparação com o terceiro trimestre de 2014, o rácio da dívida pública teve as maiores descidas na Irlanda (-13,2 pontos percentuais), na Grécia (-6,6 pontos), na Letónia (-4,8 pontos) e na Dinamarca (-4,6 pontos).

As principais subidas foram registadas na Eslovénia (6,2 pontos percentuais) e em Chipre (4,1 pontos).

Em Portugal, o rácio da dívida face ao PIB caiu 1,8 pontos percentuais na comparação homóloga.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.