sicnot

Perfil

Economia

Resgate da Petrobras pode custar 21 mil milhões de dólares ao Brasil

O Brasil poderá gastar 21 mil milhões de dólares caso a petrolífera brasileira precise de um resgate estatal para suportar os encargos de o petróleo descer para a casa dos 20 dólares durante 12 meses.

(SIC/Arquivo)

(SIC/Arquivo)

© Bruno Domingos / Reuters

De acordo com um relatório do Citigroup, citado pela agência de notícias financeira Bloomberg, estes 19,5 mil milhões de euros seriam o valor necessário para tapar o buraco financeiro da empresa e resolver o problema da estrutura de capital de forma sustentável caso o petróleo caia para 20 dólares durante 12 meses.

A empresa, que tem 127 mil milhões de dólares, mais de 117 mil milhões de euros, em empréstimos e títulos de dívida, cortou recentemente o plano de investimentos em 24% até 2019 para acomodar o colapso dos preços do petróleo, que surge num contexto já de si difícil devido ao escândalo de corrupção que atingiu os principais responsáveis da empresa e figuras cimeiras da política brasileira.

As difíceis condições financeiras da Petrobras levaram as três maiores agência de notação financeira a descerem o 'rating' da empresa para o nível de não investimento, conhecido geralmente por 'lixo', no ano passado, o que é agravado pela recessão que o Brasil enfrentou em 2015 e que deverá manter-se este ano.

"O mercado tem razão em estar preocupado com as potenciais implicações nas métricas de crédito soberano se os países forem obrigados a apoiar as empresas públicas de petróleo e gás num cenário do barril a 20 dólares", escreveu o analista do Citigroup Eric Ollom.

"A nossa análise mostra que a maior parte do impacto direto desse apoio está principalmente limitado à América Latina, especificamente o Brasil, Colômbia e México, mas só no Brasil é que o montante é significativo", concluiu o analista.

O Fundo Monetário Internacional divulgou na terça-feira um relatório com previsões para a economia global, em que aumentou de 1% para 3,5% a estimativa de queda do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2016, prevendo também uma estagnação no próximo ano.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.