sicnot

Perfil

Economia

Reserva Federal norte-americana mantém taxas de juro inalteradas

A Reserva Federal (Fed) norte-americana decidiu hoje manter inalteradas as taxas de juro de referência, entre os 0,25% e os 0,50%.

© Jonathan Ernst / Reuters

Em comunicado hoje emitido, após a reunião de dois dias do comité de política monetária, a Fed argumenta a decisão com o facto de o crescimento económico se ter mantido "moderado" nos Estados Unidos e considerando que a inflação vai continuar baixa "no curto prazo".

A Fed espera que "a inflação se mantenha baixa no curto prazo, em parte devido às maiores descidas dos preços da energia", antecipando que este indicador permaneça ainda distante do objetivo de médio prazo, de 2%.

Na reunião anterior, em dezembro, o banco central norte-americano tinha qualificado o crescimento económico do país como "sólido", pelo que a alteração de linguagem supõe um reconhecimento do abrandamento económico.

Relativamente à evolução das taxas de juro, que subiu em dezembro pela primeira vez desde 2006, o Comité Federal do Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) da Fed reiterou que espera que "as condições económicas evoluam de maneira a que sejam exigidos apenas incrementos graduais".

A instituição liderada por Janet Yellen evitou dar referências concretas à recente volatilidade registada dos mercados norte-americanos e chineses, adiantando simplesmente que "está a vigiar de perto os acontecimentos económicos e financeiros globais".

A votação sobre o comunicado hoje divulgado foi unânime, tendo havido 10 votos a favor e nenhum contra.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44