sicnot

Perfil

Economia

Produção Industrial cresce 1,8% em 2015 em Portugal

O índice de produção industrial registou uma subida homóloga de 1,6% em dezembro (0,5% em novembro) e aumentou 1,8% em termos anuais, face a 2014, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O índice de produção industrial registou uma subida homóloga de 1,6% em dezembro (0,5% em novembro) e aumentou 1,8% em termos anuais, face a 2014, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O índice de produção industrial registou uma subida homóloga de 1,6% em dezembro (0,5% em novembro) e aumentou 1,8% em termos anuais, face a 2014, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE).

© Rafael Marchante / Reuters


O agrupamento de Bens Intermédios foi o mais influente na variação do índice agregado, com um contributo de 1,5 pontos percentuais, resultante de uma variação homóloga de 3,9% (4,3% no mês anterior).

O agrupamento de Energia apresentou o único contributo negativo (-0,3 pontos percentuais), originado pela taxa de variação de -1,8% (variação de -0,4% em novembro).

A secção Indústrias Transformadoras passou de uma taxa de 0,2% em novembro, para 3,8% em dezembro, enquanto a secção de Eletricidade, Gás, Vapor, Água Quente e Fria e Ar Frio registou uma variação homóloga de -5,4%, (-0,4% no mês anterior).

A taxa de variação da secção das Indústrias Extrativas situou-se em -36,1%, após ter diminuído 9,9% em novembro.

O índice de produção industrial registou uma queda mensal de 0,1% em dezembro (-3,7% em novembro).

No quarto trimestre de 2015, o índice agregado registou uma variação homóloga de 2,1%, que compara com 2,5% nos três meses anteriores.

Em termos anuais, o índice de produção industrial aumentou 1,8% (1,6% em 2014), uma evolução foi determinada principalmente pelo agrupamento de Energia, que aumentou 7,6% em 2015, depois de se ter expandido 1,4% em 2014.

Lusa

  • Sentimento económico sobe em Portugal

    Economia

    O sentimento económico caiu 1,7 pontos na zona euro e 1,8 na União Europeia (UE) em janeiro, tendo Portugal invertido a tendência, com uma subida de 0,9 pontos, durante o primeiro mês do ano, divulga hoje a Comissão Europeia.

  • Bruxelas duvida das previsões que o Governo fez para este ano
    2:25

    Economia

    A Comissão Europeia mantém as dúvidas e os avisos. Bruxelas duvida das previsões que o Governo fez para este ano e traça um retrato mais negro para a evolução das contas públicas. O Governo prevê crescimento de 2,1% e défice de 2,6% em 2016, já Bruxelas aponta um crescimento de 1,6% e um défice de 3.4%. O Governo só tem até amanhã para enviar mais dados para Bruxelas.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi o deputado eleito pelo círculo de Braga. Agora vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Esta saída pode colocar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.