sicnot

Perfil

Economia

Deputados aprovam audições de ex-ministros do PSD e CDS sobre salários dos reguladores

Os deputados aprovaram hoje o requerimento do PS para serem ouvidos no parlamento os ex-ministros Maria Luís Albuquerque e Pires de Lima sobre as aumentos dos salários dos administradores da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças.

TIAGO PETINGA

A informação foi dada à Lusa pelo presidente da Comissão Parlamentar de Economia, o deputado do CDS-PP Hélder Amaral, que explicou que esses responsáveis serão convidados a ir à comissão.

Ainda no âmbito deste requerimento, será chamado também o presidente da CRESAP - Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública, João Abreu Bilhim.

Este requerimento do Partido Socialista relaciona-se com a notícia avançada pelo Jornal de Notícias no início de fevereiro, segundo a qual, em outubro passado, a Administração do regulador da aviação civil viu os seus salários subirem 150%.

Segundo o JN, o presidente Luís Miguel Ribeiro, o vice-presidente Carlos Seruca Salgado e a vogal Lígia da Fonseca viram os salários subirem de 6.030 euros para 16.075 euros, de 5.499 euros para 14.468 e de 5.141 para 12.860 euros respetivamente.

O jornal disse ainda que as nomeações desses administradores já tinham dado polémica por então não terem agradado à Cresap, estrutura que seleciona e avalia os candidatos a ocuparem cargos de gestores públicos.

Os deputados aprovaram também hoje o requerimento do CDS-PP para ouvir a comissão de vencimentos da ANAC.

Quanto ao requerimento do PSD para ouvir todas as comissões de fixação de vencimentos das diversas entidades reguladoras nacionais, foi adiado para a semana seguinte a sua votação.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47