sicnot

Perfil

Economia

Grupo canadiano Bombardier vai eliminar sete mil empregos

O grupo aeronáutico canadiano Bombardier, em profunda reestruturação, anunciou hoje que vai eliminar, em 2016 e 2017, sete mil postos de trabalho, dos quais 3.800 no setor aeronáutico e 3.200 no transporte ferroviário.

© Ints Kalnins / Reuters

"Esta redução será em parte compensada com a contratação em alguns setores que registam crescimento para apoiar a aceleração de programas e projetos estratégicos à escala mundial", acrescentou a empresa num comunicado divulgado com os resultados anuais.

A Bombardier tem mais de 70 mil funcionários em todo o mundo, dos quais 24 mil no Canadá.

Os custos da reestruturação da Bombardier situam-se entre 250 e 300 milhões de dólares (entre 224 e 269 milhões de euros).

Em 2015, as receitas do fabricante canadiano caíram para 18.172 milhões de dólares, em comparação com os 20.111 milhões do ano passado.

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.