sicnot

Perfil

Economia

"Impostos não servem apenas para pagar dívida", diz o ministro das Finanças

O ministro das Finanças disse hoje no Sardoal que os impostos não servem apenas para pagar dívidas, considerando que investimentos como o da Loja do Cidadão que hoje inaugurou naquela localidade são "uma das faces mais visíveis do retorno dos impostos que pagamos".

ANT\303\223NIO COTRIM

"Os impostos não servem apenas para pagar dívidas e esta Loja é uma das faces mais visíveis do retorno dos impostos que pagamos, assim como escolas e centros de saúde, na promoção de serviços públicos de qualidade, modernos e de proximidade, pois servem para melhorar a qualidade de vida das pessoas (...)", disse Mário Centeno no seu discurso durante a inauguração daquele equipamento no Sardoal.

"Esta ação pública é o resultado do esforço dos habitantes do Sardoal, do município e do Governo, e é este tipo de serviço público de confiança e proximidade que o Governo quer dinamizar, numa lógica da relação entre o Estado e os cidadãos e numa perspetiva de médio e longo prazo para o país, retomando o programa Simplex", destacou o ministro das Finanças.

Mário Centeno esteve hoje em Sardoal acompanhado da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Marques, onde inauguraram a Loja do Cidadão de Sardoal, equipamento que tem disponível, a partir de hoje, os serviços da Autoridade Tributária, Segurança Social, Gabinete de Inserção Profissional do Instituto do Emprego e um balcão multisserviços, entre outros.

Nesse sentido, também Maria Manuel Marques, ministra da Modernização Administrativa, destacou o "elogio e o aplauso dos cidadãos às Lojas e Espaços do Cidadão", lembrado o tempo e o dinheiro que os portugueses perdem ao "terem de se deslocar de edifício em edifício, quando têm de tratar de assuntos com diferentes entidades, a correr de serviço em serviço".

A Governante destacou, neste âmbito das Lojas e Espaço do Cidadão, a "renovação dos serviços públicos, a requalificação de edifícios devolutos, a colaboração dos municípios, o serviço de proximidade, com os serviços agrupados".

"Este é o único caminho que corresponde a uma boa gestão de serviços públicos de proximidade", vincou.

O presidente da autarquia de Sardoal, Miguel Borges (PSD), destacou a interioridade do município, "interior de um país que teima em acentuar a sua inclinação para o litoral, apesar das poucas dezenas de quilómetros que nos separam desse mesmo litoral".

"A Loja do Cidadão de Sardoal", sublinhou, "poderá, também ela, contribuir para o tão desejado nivelamento territorial, como fator dinamizador da nossa economia local, além de transmitir a imagem real de um concelho com história que se quer moderno e dinâmico".

Miguel Borges aproveitou a presença dos dois ministros no município de Sardoal para lembrar "o problema da falta de médicos" no concelho e para "lamentar que a Loja do Cidadão não integre o Instituto dos Registos e Notariado".

A nova Loja do Cidadão começou hoje a funcionar nas instalações da antiga União Panificadora Sardoalense, cujo edifício foi adquirido pela autarquia há cerca de um ano, tendo recebido obras de adaptação e reabilitação que representaram um investimento na ordem dos 400 mil euros, com financiamento de 85% de fundos comunitários.

O ministro Mário Centeno confidenciou ter-se estreado hoje, no Sardoal, a descerrar uma placa com o seu nome num equipamento público.

Lusa

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.