sicnot

Perfil

Economia

Ex-ministra das Finanças pergunta onde está a estratégia de política económica

A deputada do PSD Maria Luís Albuquerque, ex-ministra das Finanças, pediu hoje a palavra nas jornadas da bancada social-democrata, em Santarém, para perguntar onde está a estratégia de política económica no Orçamento do Estado para 2016.

© Hugo Correia / Reuters

"Normalmente, um Orçamento do Estado é ou deve ser um elemento fundamental na definição da estratégia de política económica. Eu queria saber se na versão atual do Orçamento conseguem descortinar alguma", perguntou a ex-ministra, provocando alguns sorrisos.

Maria Luís Albuquerque colocou esta questão aos economistas João Moreira Rato e António Nogueira Leite, oradores convidados das jornadas parlamentares do PSD, num painel de debate intitulado "Finanças saudáveis: país credível e atrativo".

Na resposta, Nogueira Leite começou por dizer que, "por vezes, não ter estratégia pode ser estratégia".

O ex-administrador da Caixa Geral de Depósitos considerou que, "essencialmente, o que há é um Orçamento que põe dúvidas quanto à sua exequibilidade", concluindo: "Eu não consigo perceber a lógica, sou franco".

Moreira Rato questionou igualmente "qual é a direção realmente das reformas", defendendo que "é necessário manter o ímpeto reformista nas políticas públicas de maneira a se poder chegar a crescimentos mais elevados", tendo em vista a redução da dívida pública.

Segundo o ex-administrador do BES/Novo Banco, o atual crescimento "é bastante desapontante", se comparado com outros países, como a Irlanda ou Espanha.

"Este crescimento ténue já foi visto no passado e corre o risco de se colar a Portugal. Pode ser visto como incapacidade do país, e isso não é bom", advertiu o antigo presidente da agência de gestão de dívida pública.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.