sicnot

Perfil

Economia

Cameron anuncia referendo sobre UE para 23 de junho

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou hoje que o referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) será realizado a 23 de junho deste ano.

Líderes da UE procuram hoje acordo na cimeira do "ou vai ou racha" sobre Reino Unido

Líderes da UE procuram hoje acordo na cimeira do "ou vai ou racha" sobre Reino Unido

© POOL New / Reuters

A consulta pública irá decorrer numa quinta-feira.

Depois de apresentar à sua equipa governamental o acordo alcançado na sexta-feira à noite em Bruxelas com os parceiros comunitários, Cameron confirmou que a posição oficial do Governo britânico será defender a continuidade do país numa "Europa reformada".

Numa breve declaração em frente ao número 10 de Downing Street (residência oficial e gabinete do primeiro-ministro britânico), Cameron qualificou o referendo de junho como "uma das maiores decisões" que o país e o povo britânico terão de enfrentar.

Depois de uma reunião de duas horas com o seu executivo, o primeiro-ministro britânico argumentou que o Reino Unido ficará "mais seguro, mais forte e mais próspero no seio de uma União Europeia reformada", acrescentando que as concessões negociadas na sexta-feira com os outros líderes comunitários dão ao país "o melhor dos dois mundos".

"A escolha incide em que tipo de país que queremos ser", afirmou Cameron, alertando que os defensores de uma saída britânica da UE, conhecida como 'Brexit', estão a oferecer "um risco num momento de incerteza, um salto no escuro".

"Deixar a Europa iria ameaçar a nossa economia e a nossa segurança nacional", reforçou.

A data do referendo ainda tem de ser formalizada pelo parlamento britânico, onde David Cameron irá intervir na segunda-feira.

Segundo uma sondagem publicada na sexta-feira, a opção de abandonar a UE venceria num referendo no Reino Unido por dois pontos percentuais a opção de permanência no bloco comunitário.

A sondagem da empresa TNS indicou que 36% dos britânicos votariam por abandonar a UE, enquanto 34% votariam a favor de permanecer no bloco europeu. Os mesmos dados revelaram que 23% dos inquiridos estavam indecisos e que 7% asseguraram que não iriam participar na consulta.

Lusa

  • Reino Unido na UE com garantias de estatuto especial
    2:37

    Mundo

    O Reino Unido chegou a acordo com Bruxelas quanto à sua permanência na União Europeia e consegue garantias de estatuto especial. Entre as cedências dos 27 países, está a questão da assistência social para os imigrantes europeus que na Grã-Bretanha. A partir de 2020, só passam a ter direito a receber apoio social após quatro anos de trabalho no país.

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.