sicnot

Perfil

Economia

Ministro da Economia quer que receitas turísticas subam para 12 mil milhões em 2016

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, apontou hoje para uma subida das receitas oriundas dos turistas estrangeiros que visitam Portugal para os 12 mil milhões de euros este ano, acima dos 11,3 mil milhões de euros em 2015.

ANDR\303\211 KOSTERS

"Portugal vai ter um ano de bater recordes no turismo, mais uma vez. Vamos apostar que vamos chegar aos 12 mil milhões de euros, já que chegámos aos 11 mil milhões de euros em 2015", lançou o governante.

Caldeira Cabral falava durante a assinatura de um protocolo de financiamento para o setor entre a banca e o Turismo de Portugal, no arranque da Feira Internacional de Turismo (BTL), em Lisboa.

"Este é mais um exemplo do que se tem que fazer no turismo como noutras áreas. Não podemos esperar que seja o Estado a fazer aquilo que os empresários têm feito tão bem", sublinhou, destacando que "o setor do turismo português é hoje de referência a nível mundial".

E destacou: "O Estado também tem o seu papel. Neste caso, o Estado e a banca têm um papel importante".

O ministro assinalou que "a procura turística portuguesa está em alta. Não só em número, mas também em valor gasto" e que os dados que vão sendo conhecidos fazem acreditar que o setor vai "crescer em quantidade e em qualidade".

Caldeira Cabral disse que Portugal tem neste momento "todas as condições para haver mais investimento e mais emprego", até porque há financiamento disponível para bons projetos.

"Não basta haver mais e melhor procura, tem que haver melhores condições de financiamento. Gostava que estes fundos se esgotassem rapidamente", afirmou, referindo-se à linha de 60 milhões de euros hoje lançada.

"Este é um instrumento que não só renova linhas, mas que as reforça. A oferta pode melhorar com o apoio do financiamento".

"Os turistas estão a vir cá. Queremos que os turistas venham e fiquem cá mais tempo. Que gastem mais em Portugal", concluiu o governante, considerando que o setor do turismo e da restauração vão continuar a aumentar as suas receitas, reforçando o seu contributo para a melhoria da economia portuguesa.

Lusa

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47