sicnot

Perfil

Economia

Companhia aérea canadiana contrata assistentes de bordo que falem português

A companhia aérea canadiana WestJet está a contratar assistentes de bordo que falem o português como segunda língua, disse hoje à agência Lusa uma fonte da operadora.

© Todd Korol / Reuters

"O português é uma das nove línguas que esperamos contratar para as nossas aeronaves, na sequência da renovação da nossa frota. Alguns desses países podem no futuro serem servidos pela companhia", disse Robert Palmer, diretor de comunicação da WestJet.

Além de assistentes de bordo que tenham como segunda língua o português, a companhia, com sede em Calgary, na província de Alberta, está à procura de candidatos que também falem francês, espanhol, alemão, italiano, holandês, cantonês, mandarim e japonês.

O responsável reconhece que alguns desses países podem no futuro virem a ser servidos pela WestJet, daí que faça sentido "iniciar-se proativamente" a procura de assistentes de bordo, pilotos, e outros membros da tripulação, que possam falar uma dessas línguas.

A WestJet tem mais de 140 aeronaves, adquiriu recentemente quatro Boeing's 767-300, estando três deles em serviço, com outro a entrar em funcionamento em maio, o que lhe dá "a capacidade de chegar a outros destinos globais", estando sempre a analisar "novas oportunidades" para os clientes.

Em 2015 a companhia aérea canadiana realizou mais de 200 mil voos, transportando mais de 20 milhões de passageiros, em mais de 100 destinos no Canadá, Estados Unidos, México, América Central, Caraíbas e Europa (Escócia, Inglaterra e Irlanda). A WestJet tem cerca de 12 mil empregados.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07