sicnot

Perfil

Economia

Moscovici visita hoje Centeno e Costa

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, está hoje em Lisboa para se reunir com o ministro das Finanças e com o primeiro-ministro, depois de na terça-feira Bruxelas ter alertado que Portugal continua com desequilíbrios macroeconómicos excessivos.

© Francois Lenoir / Reuters

Esta visita, que surge após o comissário europeu dos Assuntos Económicos e Financeiros, o francês Pierre Moscovici, ter afirmado que o Governo português está a preparar medidas orçamentais adicionais para "quando" forem necessárias, e não "se" forem necessárias, pretende fazer avançar o diálogo entre a Comissão e o Governo relativamente aos próximos passos no processo do Semestre Europeu.

Na agenda do comissário europeu estão duas reuniões: uma com o ministro das Finanças, Mário Centeno, e outra com o primeiro-ministro, António Costa.

Na terça-feira, a Comissão Europeia anunciou que Portugal é um dos países, a par da Bulgária, Croácia, França e Itália, em que foram identificados "desequilíbrios excessivos".

Consequentemente, "os resultados das avaliações aprofundadas serão tidos em conta nos próximos passos" no âmbito do Semestre Europeu, ficando Portugal sujeito a "monitorização específica, adaptada ao grau e natureza dos desequilíbrios".

No mesmo dia, em Bruxelas, Moscovici veio clarificar as suas declarações da véspera relativamente a Portugal, apontando que nada mudou e há confiança na capacidade do Governo português de executar o orçamento de 2016 com respeito pelas metas.

"Acho sinceramente que não se deve criar um incidente em torno desta matéria. Se as minhas palavras foram interpretadas de forma ambígua, queria clarificar esta manhã: não, não há nenhuma mudança na nossa posição, (há) confiança na capacidade do Governo em integrar as opiniões da Comissão e as recomendações do Eurogrupo", afirmou Moscovici.

Apontando que leu "na imprensa portuguesa uma enorme discussão sobre duas palavras, duas pequenas palavras", que estiveram na origem da polémica - o facto de a declaração do Eurogrupo referir que o Governo português está a preparar medidas orçamentais adicionais para "quando" ("when", no original em inglês) forem necessárias, e não "se" necessário ("if" em inglês) -, o comissário sublinhou que já a declaração do Eurogrupo, de 11 de fevereiro, que deu 'luz verde' ao plano orçamental português para 2016, utilizava o mesmo termo - "quando".

Moscovici disse ainda que espera que não se exagere "um debate sobre duas palavras, sobretudo quando na verdade só há uma".

"Vou ser claro: não há absolutamente qualquer mudança na nossa posição e não há absolutamente qualquer mudança na minha posição. A opinião da Comissão foi adotada há três semanas, e foi totalmente apoiada pelo Eurogrupo. Foi muito bem compreendida pelas autoridades portuguesas, com as quais estou em contacto muito estreito, muito construtivo e quase permanente", disse, afirmando-se "absolutamente confiante de que tudo será refletido no orçamento que será adotado nos próximos dias".

Lusa

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.