sicnot

Perfil

Economia

Exportações aumentaram 0,7% e importações 0,3% no trimestre terminado em janeiro

As exportações de bens aumentaram 0,7% e as importações 0,3% no trimestre terminado em janeiro deste ano, face a igual período do ano passado, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de estatística (INE).

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

Em termos de produtos, destacam-se em 2015 os "crescimentos assinaláveis" nas exportações de vestuário, nas exportações de matérias têxteis e nas exportações de têxteis-lar e outros artigos têxteis confecionados.

© Rafael Marchante / Reuters

Segundo o INE, o défice da balança comercial de bens atingiu 2.478,4 milhões de euros, uma queda de 28,9 milhões de euros face ao período homólogo. A taxa de cobertura aumentou para 82,5% (mais 0,3 pontos percentuais em termos homólogos).

Já em termos das variações homólogas mensais, em janeiro de 2016 as exportações caíram 1,5%, devido ao comércio extra-União Europeia (UE), dado que as exportações intra-UE aumentaram.

As importações recuaram 1%, devido à evolução registada nas importações originárias dos países extra-UE. Excluindo os combustíveis e lubrificantes, em janeiro de 2016 as exportações desceram 0,4% e as importações aumentaram 5,6% (respetivamente mais 0,4% e mais 5,8% em dezembro de 2015).

Face ao mês anterior, as exportações aumentaram em janeiro 3%, devido à evolução do comércio intra-UE, dado que as exportações extra-UE diminuíram.

As importações decresceram 7,9%, sobretudo devido à redução registada nas importações intra-UE.

No que diz respeito ao comércio intra-UE, as exportações cresceram 5,3% no trimestre terminado em janeiro, assim como as importações 1,9%, face ao período homólogo, a que correspondeu uma taxa de cobertura de 79,6% e um défice de 2.240,7 milhões de euros.

Em termos da variação homóloga relativa a janeiro, as exportações para os países intra-UE aumentaram 4,5% (mais 0,6% no mês anterior), refletindo os acréscimos verificados na quase totalidade dos grupos de produtos, em especial nas máquinas e aparelhos.

Por sua vez, as importações cresceram 0,1% (mais 2,7% no mês anterior), sobretudo devido aos veículos e outro material de transporte.

Já face ao mês anterior, em janeiro, as exportações intra-UE cresceram 14,7%, principalmente devido à evolução dos veículos e outro material de transporte, máquinas e aparelhos e plásticos e borrachas.

As importações intra-UE diminuíram 8,1%, devido sobretudo às máquinas e aparelhos.

Quanto ao comércio extra-UE, as exportações caíram 11,1% e as importações desceram 4,8%, em termos homólogos.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações extra-UE diminuíram 10,8% e as importações extra-UE aumentaram 21,1%.

O saldo da balança comercial extra-UE com exclusão deste tipo de bens atingiu um excedente de 533,4 milhões de euros, a que correspondeu uma taxa de cobertura de 125,6%.

Em janeiro de 2016 as exportações para os países terceiros decresceram 18,8% face a janeiro de 2015, graças à quase totalidade dos grupos de produtos, salientando-se os metais comuns, combustíveis minerais e minerais e minérios. As importações extra-UE diminuíram 4,6%, essencialmente devido aos combustíveis minerais.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.