sicnot

Perfil

Economia

Portugal precisa de rigor e crescimento para corrigir desequilíbrios

O ministro da Economia disse hoje que Portugal deve manter o "rigor orçamental", mas que também é importante que a correção dos desequilíbrios do país se faça com crescimento económico, já que contribui para a resolução desses problemas.

ANDR\303\211 KOSTERS

"É importante o rigor orçamental, mas é importante que a correção dos desequilíbrios se faça num contexto de crescimento. É importante um 'mix' de políticas que permita uma aceleração do crescimento económico e que com isso ajude o processo de correção dos desequilíbrios em especial dos países que estão mais vulneráveis", disse Manuel Caldeira Cabral, em Lisboa, na conferência que hoje comemora os 30 anos da agência Lusa.

O governante considerou ainda, referindo-se à União Europeia, que é necessário "relançar o investimento", uma vez que - considerou - está provado que a "política monetária não chega" para estimular a economia europeia, isto depois de a semana passada o Banco Central Europeu (BCE) ter voltado a reforçar os seus estímulos monetários.

Caldeira Cabral defende que esse "arranque do investimento" seja feito "especialmente pelos Estados com maior folga", o que disse que não é o caso de Portugal, mas considerou que há outros países europeus que têm condições para ter políticas mais expansionistas para ajudar o crescimento.

O ministro aproveitou ainda a sua intervenção nesta conferência comemorativa do 30.º aniversário da Lusa para lembrar os seus tempos de jornalista, enquanto estudante universitário, e como na altura confiava nos telexes da Lusa para confirmar informação.

Destacou ainda o tema da conferência, Portugal entre o rigor e a audácia, considerando que "a aceleração do tempo é um teste muito forte ao rigor" e que a "audácia, a ousadia é algo cada vez mais importante para romper a espuma dos dias".

Lusa

  • BCE anuncia novo pacote de medidas
    2:16

    Economia

    O Banco Central Europeu surpreendeu ao anunciar um novo pacote de medidas ainda mais agressivo do que se esperava. Mario Draghi está a fazer de tudo para evitar uma deflação com efeitos nefastos para a Economia mas os resultados tardam em aparecer.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.