sicnot

Perfil

Economia

Autoeuropa suspende produção durante 6 dias

A Autoeuropa inicia hoje uma paragem de seis dias na produção de automóveis, para "manter a estabilidade do sistema de produção e dar continuidade aos trabalhos de preparação para o novo projeto", confirmou a fábrica da Volkswagen em Palmela.

A paragem de seis dias - 17, 18, 21, 22, 23 e 24 de março -, que já tinha sido anunciada no passado mês de fevereiro, será efetuada com recurso aos down days, um instrumento de flexibilização dos horários de trabalho.

Os down days, que estão previstos no Acordo de Empresa (AE), permitem a suspensão temporária da produção, de forma a ajustar o número de veículos produzidos às necessidades do mercado.

Esta suspensão da produção de automóveis na Autoeuropa segue-se a uma outra, de 27 dias, que teve lugar nos passados meses de dezembro de 2015 e janeiro de 2016.

A Autoeuropa está a produzir apenas os modelos de automóveis Volkswagen Scirocco e Sharan e o Seat Alhambra, sendo que a produção de um novo modelo só deverá começar a partir de meados de 2017, de acordo com as expetativas da Comissão de Trabalhadores.

Apesar das dificuldades no mercado do setor automóvel, a administração da empresa, no âmbito das negociações para o novo AE, comprometeu-se a não fazer nenhum despedimento coletivo até setembro de 2016.

A nova plataforma de produção da Autoeuropa, um investimento de 677 milhões de euros, deverá permitir a produção de novos modelos da Volkswagen, a criação de 500 novos postos de trabalho e um aumento significativo das exportações.

Lusa

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.