sicnot

Perfil

Economia

Marcelo discute com Felipe VI crescente presença da banca espanhola em Portugal

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, transmitiu hoje ao rei de Espanha em Madrid a sua posição sobre a crescente entrada de entidades financeiras espanholas em Portugal, salientando que "uma presença significativa é diferente de ser exclusiva".

JUANJO MARTIN / POOL

"Quando eu falei das relações económicas, é de imaginar que o sistema financeiro é uma componente importante. É conhecida a minha posição sobre essa matéria - segundo a qual é importante uma presença significativa espanhola em Portugal, o que é diferente de haver um exclusivo. Não é uma posição exclusiva a um país, é uma posição de fundo", disse Marcelo Rebelo de Sousa numa conversa com os jornalistas após o encontro e jantar com Felipe VI.

Recentemente, o Santander Totta - que pertence ao grupo espanhol Santander - comprou o Banif por 150 milhões de euros e o Bankinter comprou o negócio a retalho do Barclays Portugal. Por outro lado, o catalão Caixabank - maior accionista do BPI - está em negociações para reforçar a sua presença no banco português, nomeadamente comprando a parte de acionistas angolanos no BPI.

Para o Presidente, é natural que tanto Portugal como Espanha entendam que "nenhuma outra economia deve ter uma posição exclusiva num setor chave como é o setor financeiro".

"Dito isto, é importante a presença espanhola em Portugal. Uma presença que tem vindo a aumentar e aumentou num passado recente, e que é uma das formas de complementaridade e estreitamente das relações entre os dois países", salientou Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado diretamente sobre a possibilidade de negócio entre Caixabank e os acionistas angolanos do BPI, Marcelo Rebelo de Sousa insistiu que teve oportunidade de transmitir a sua posição: "uma coisa é uma presença significativa e outra é uma presença exclusiva".

No caso de uma presença significativa, "em economias que são complementares, pode ter aspetos positivos".

O Presidente da República esteve hoje em Madrid para uma visita de cumprimento oficial ao chefe de Estado Espanhol, que incluiu uma receção, reunião e jantar no Palácio Real, em Madrid. Marcelo Rebelo de Sousa regressa na sexta-feira a Lisboa.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.