sicnot

Perfil

Economia

Adiada para amanhã audição de Maria Luís Albuquerque

Adiada para amanhã audição de Maria Luís Albuquerque

A subcomissão parlamentar de Ética adiou para amanhã a audição de Maria Luís Albuquerque a propósito da contratação da ex-ministra das Finanças pela empresa britânica Arrow. A audição chegou a estar marcada para hoje mas o PS alegou falta de tempo para preparar a reunião, como explica o jornalista da SIC, Hugo Maduro.

Hoje, em reunião da subcomissão de ética da Comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, chegou a ser proposta a audição imediata da ex-ministra das Finanças mas, como a convocatória para a audiência foi efetuada apenas na noite de terça-feira, o PS sugeriu a realização da mesma para quinta-feira, sendo acompanhado pelo PCP, com posterior concordância dos restantes grupos parlamentares.

A ex-ministra das Finanças será assim ouvida pelos seus pares na quinta-feira, pelas 13:30, a fim de os diversos deputados terem o tempo considerado adequado para preparem os trabalhos.

A antiga governante, que manifestou a intenção de prestar esclarecimentos aos deputados, foi contratada pelo grupo britânico de gestão de créditos Arrow Global, gerando críticas de violação do estatuto dos deputados e do regime de incompatibilidades de titulares de altos cargos públicos devido às ligações do novo empregador ao agora privatizado Banif.

Também na terça-feira tinha chegado ao parlamento a documentação requerida por BE e PCP ao Governo sobre eventuais contratualizações diretas entre o Estado português e aquele conglomerado britânico, durante o mandato de Albuquerque, atestando a sua inexistência.

Segundo o documento do gabinete do Ministério das Finanças, no total, foram concedidos 423.428,99 euros, entre 2011 e 2015, a duas das subsidiárias do Arrow Global: White Star Asset Solutions (404.228,88 euros) e Gesphone (19.200,11 euros), a título de "majoração à criação de emprego" e "crédito fiscal extraordinário ao investimento".

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.