sicnot

Perfil

Economia

Adiada para amanhã audição de Maria Luís Albuquerque

Adiada para amanhã audição de Maria Luís Albuquerque

A subcomissão parlamentar de Ética adiou para amanhã a audição de Maria Luís Albuquerque a propósito da contratação da ex-ministra das Finanças pela empresa britânica Arrow. A audição chegou a estar marcada para hoje mas o PS alegou falta de tempo para preparar a reunião, como explica o jornalista da SIC, Hugo Maduro.

Hoje, em reunião da subcomissão de ética da Comissão parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, chegou a ser proposta a audição imediata da ex-ministra das Finanças mas, como a convocatória para a audiência foi efetuada apenas na noite de terça-feira, o PS sugeriu a realização da mesma para quinta-feira, sendo acompanhado pelo PCP, com posterior concordância dos restantes grupos parlamentares.

A ex-ministra das Finanças será assim ouvida pelos seus pares na quinta-feira, pelas 13:30, a fim de os diversos deputados terem o tempo considerado adequado para preparem os trabalhos.

A antiga governante, que manifestou a intenção de prestar esclarecimentos aos deputados, foi contratada pelo grupo britânico de gestão de créditos Arrow Global, gerando críticas de violação do estatuto dos deputados e do regime de incompatibilidades de titulares de altos cargos públicos devido às ligações do novo empregador ao agora privatizado Banif.

Também na terça-feira tinha chegado ao parlamento a documentação requerida por BE e PCP ao Governo sobre eventuais contratualizações diretas entre o Estado português e aquele conglomerado britânico, durante o mandato de Albuquerque, atestando a sua inexistência.

Segundo o documento do gabinete do Ministério das Finanças, no total, foram concedidos 423.428,99 euros, entre 2011 e 2015, a duas das subsidiárias do Arrow Global: White Star Asset Solutions (404.228,88 euros) e Gesphone (19.200,11 euros), a título de "majoração à criação de emprego" e "crédito fiscal extraordinário ao investimento".

  • Turistas chegam a esperar 2 horas no controlo de passaporte do Aeroporto de Lisboa
    2:35

    País

    Chegar ao Aeroporto de Lisboa pode ser uma dor de cabeça para centenas de passageiros. A espera para o controlo de passaporte chegou a ultrapassar as duas horas nos meses de fevereiro e março. Manuela Niza, do Sindicato dos Funcionários do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras, diz que têm sido contratados inspetores que depois são desviados para outros serviços.

  • Hasta pública de madeira ardida rendeu 2,85 milhões de euros

    País

    Mais de meia centena de lotes de madeira ardida proveniente de matas nacionais e perímetros florestais geridos pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) foram esta quinta-feira vendidos por 2,85 milhões de euros, numa hasta pública em Viseu.

  • "Dinheiro gasto em contentores dava para construir outro hospital" no Porto
    1:40

    País

    A bastonária dos Enfermeiros pede uma investigação aos contratos de contentores no Hospital de São João, no Porto. Ana Rita Cavaco diz que os "milhares de euros" já gastos na contratação e manutenção dos contentores da Pediatria e outros serviços do centro Hospitalar de São João davam para construir um novo hospital. E levanta ainda a suspeita sobre a empresa contratada.