sicnot

Perfil

Economia

Governantes, presidente da TAP, compradores e regulador chamados à AR

Os principais intervenientes na privatização da TAP vão ser chamados ao parlamento para prestar esclarecimentos sobre o processo de venda da companhia aérea nacional.

© Rafael Marchante / Reuters

Na sequência do requerimento do Bloco de Esquerda, aprovado hoje por unanimidade, vão ser chamados, do lado dos governos, o antigo ministro da Economia António Pires de Lima, o ex-secretário de Estado dos Transportes Sérgio Monteiro e o atual ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, que tem a tutela da transportadora aérea nacional.

Os novos donos da TAP - os empresários David Neeleman e Humberto Pedrosa - também vão ser chamados à comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, bem como o presidente executivo da TAP, Fernando Pinto.

Do ramo da regulação, os deputados querem ouvir o presidente da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), Luís Silva Ribeiro.

Os deputados do CDS-PP Pedro Mota Soares e do PCP Bruno Dias admitiram vir a chamar outros nomes, na sequência das primeiras audições sobre a privatização da TAP.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.