sicnot

Perfil

Economia

Solução para lesados do BES até maio

Solução para lesados do BES até maio

Está assinado o memorando para resolver o caso dos lesados do BES. O documento foi assinado ao fim da tarde na residência oficial do primeiro ministro, pelas partes envolvidas no processo: CMVM, Banco de Portugal, Governo, BES e os representantes dos lesados. O objectivo é conseguir, até maio, uma solução que compense as perdas com os títulos vendidos aos balcões do BES.

"Este memorando tem um calendário com uma meta bem precisa, que no início do mês de maio esteja encontrada uma solução que permita minorar as perdas que os lesados não qualificados sofreram neste processo", afirmou António Costa, numa declaração aos jornalistas sem direito a perguntas, na sua residência oficial, em São Bento.

Hoje à tarde foi assinado, numa cerimónia, um memorando de entendimento de três páginas que compromete o Banco de Portugal (representado por Carlos Costa), a Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (representada por Carlos Tavares), o 'banco mau' BES (representado pelo seu presidente Máximo dos Santos) e a Associação dos Indignados e Enganados do Papel Comercial (representada pelo presidente, Ricardo Ângelo) em iniciarem um "diálogo expedito" entre as quatro partes em que "serão exploradas todas as possibilidades (...) para minorar as perdas económicas e financeiras sofridas pelos vulgarmente denominados lesados do BES".

O primeiro-ministro garantiu que o Governo será apenas "observador" e que não irá "tomar partido por qualquer parte envolvida".

Além de António Costa, nesta cerimónia falou apenas o representante dos clientes que se consideram lesados, enquanto o governador do Banco de Portugal, o presidente da CMVM e o líder do BES não fizeram qualquer intervenção.

O comunicado hoje divulgado pelo Governo refere que é voluntária a participação das entidades neste processo e que não implica a suspensão de processos judiciais.

A resolução da questão dos clientes de retalho que compraram papel comercial das empresas do GES Espírito Santo International e Rio forte, aos balcões do BES, foi assumida como uma das prioridades de curto prazo do executivo socialista, que alega a urgência de se repor a confiança no sistema financeiro português.

A associação que representa os lesados já admitiu por várias vezes que é provável que haja perdas para os clientes, que cada um poderá não conseguir recuperar tudo o que investiu, mas que irá lutar pelo "máximo possível".

Em causa estão 2.084 subscritores de papel comercial que reclamam 432 milhões de euros.

Com Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16