sicnot

Perfil

Economia

Temperaturas baixas em março fazem aumentar consumo de eletricidade

O consumo de eletricidade registou um crescimento de 4,8% em março, em relação ao mês homólogo do ano anterior, impulsionado pelas temperaturas abaixo dos valores médios que se fizeram sentir, segundo dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Com a correção dos efeitos de temperatura e do número de dias úteis, o consumo de eletricidade em março aumentou 2,2%.

No final do primeiro trimestre, o consumo regista agora uma queda de 0,8%, que corresponde a um acréscimo de 0,7% com a correção de temperatura e dias úteis.

No mês de março, as condições meteorológicas foram favoráveis à produção hidráulica, com o índice de produtibilidade a situar-se em 1,27, enquanto na produção eólica as condições situaram-se próximas de regime médio, com um índice de produtibilidade de 0,98.

Já em termos acumulados, no primeiro trimestre, o índice de produtibilidade hidroelétrica situa-se em 1,45, o quinto valor mais elevado dos últimos 40 anos, e o de produtibilidade eólica em 1,16.

Neste período a produção renovável abasteceu 72% do consumo e exportação, repartindo-se pelas hidráulicas com 40%, eólicas 28%, a biomassa 4% e fotovoltaicas 1%.

As fontes não renováveis abasteceram 28%, repartidas pelo carvão com 16% e pelo gás natural com 12%.

Lusa

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.