sicnot

Perfil

Economia

Prédios em centros históricos classificados pela UNESCO deixam de pagar IMI

Os prédios nos centros históricos classificados pela UNESCO vão deixar de pagar IMI, o Imposto Municipal sobre Imóveis.

Arquivo SIC

São seis os concelhos com centros históricos afetados pela medida, entre eles Guimarães, Porto ou Sintra, o que corresponde a uma receita fiscal de perto de 4 milhões de euros.

O Governo vai notificar as repartições de Finanças para suspenderem a notificações de pagamento do imposto até agora cobrado aos moradores isentos nos últimos 6 anos.

A Autoridade Tributária e Aduaneira justificou a acção com o argumento de que cada imóvel tinha de ser classificado individualmente para não pagar. O Secretário de Estado dos Assuntos fiscais já esclareceu que a lei prevê o contrário, ou seja, para serem isentos, os monumentos nacionais não precisam de classificações individualizadas.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.