sicnot

Perfil

Economia

Empresários consideram inútil a linha de crédito criada para apoiar negócios em Angola

Os empresários consideram que a linha se revelou inútil. A linha de apoio às empresas portuguesas com negócios em Angola foi criada há cerca de um ano pelo então ministro da Economia, Pires de Lima, mas até agora só foi utilizada em 6%.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Mike Hutchings / Reuters

O presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas admite que a intenção era bo mas diz que o custo e condições da linha a tornaram pouco interessante.

Já António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal, diz que a iniciativa não resultou devido ao agravamento da situação económica em Angola. Segundo o empresário, a verdadeira solução passa por envolver também o Estado angolano no processo.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52