sicnot

Perfil

Economia

Governo prevê ajudar produtores de leite com 30 a 40 euros por animal

O Governo prevê pagar, a partir de outubro, 30 a 40 euros por animal aos produtores de leite como ajuda pelos prejuízos causados pelo fim do sistema de quotas na União Europeia, adiantou hoje o secretário de Estado da Agricultura.

Esta tarde, à margem de uma conferência sobre que desafios o setor leiteiro enfrenta com a liberalização do mercado, a decorrer em Vila do Conde, Luís Medeiros Vieira, apontou ainda o mês de maio como data para a abertura de uma linha de crédito de 20 milhões de euros para ajudar explorações agrícolas.

"O Governo, numa posição de solidariedade, deferiu um conjunto de medidas entre as quais a isenção do pagamento de Segurança Social em 50% de abril a dezembro (nove meses), uma linha de crédito de 20 milhões dividida numa parte para fundo de maneio, com um ano de carência, e outra para restruturação da dívida, a seis anos com um ano de carência e uma ajuda modelada por animal", lembrou o governante.

Questionado sobre aquela ajuda modelar, Luís Medeiros Vieira explicou que o montante ainda terá que ser calculado mas que começará a ser pago em outubro.

"Será uma ajuda calculada com base nos excedentes do 1º pilar da Política Agrícola Comum, cujo apuramento final é no final do mês de maio, mas será de oito milhões de euros", disse, apontando um montante "entre 30 e 40 euros" a pagar por animal.

O secretário de Estado com a pasta da agricultura apontou ainda o dedo à União Europeia, reafirmando a necessidade de se rever o fim do sistema de quotas de produção no espaço europeu e a liberalização do mercado.

"Consideramos que este é um problema sobre o qual a União Europeia tem que ter um ponto de vista e postura mais solidária com os produtores de leite e perante uma situação em que se começa a verificar que se devia analisar com mais cuidado o sistema que existia, que controlava o mercado e não exigia muito o dispêndio de verbas por parte da União Europeia", disse.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.