sicnot

Perfil

Economia

BPI "não reconhece a versão dos factos apresentada" pela Santoro Finance

O BPI respondeu à versão apresentada por Isabel dos Santos para o falhanço das negociações sobre o banco. Em comunicado à CMVM, o BPI esclarece desde logo que "não reconhece a versão dos factos apresentada". O banco liderado por Fernando Ulrich garante que houve acordo entre os dois maiores acionistas, ao contrário do que afirma a Santoro Finance, da empresária angolana.

© Rafael Marchante / Reuters

No documento o Banco BPI reafirma que lhe foi comunicado pela Santoro Finance e pelo CaixaBank, em 10 de Abril, que 'se encerraram com sucesso', naquele dia, as negociações que envolveram aquelas entidades com o objectivo de "encontrar uma solução para a situação de incumprimento pelo Banco BPI do limite dos grandes riscos". O banco acusa ainda a Santoro Finance de ter "desrespeitado o que tinha acordado" em relação a obrigações que apenas diziam respeito à própria santoro.

Noutro comunicado emitido ao início da tarde pela "holding" de Isabel dos Santos é afirmado que "o acordo entre Santoro e CaixaBank nunca foi finalizado", pelo que "é falso ter existido qualquer quebra do acordo da parte da Santoro".

O BPI desmente ainda que tenha faltado a uma reunião agendada com o Banco Nacional de Angola, como refere a filha do presidente angolano: "Tal reunião nunca foi solicitada pelo BNA e nunca esteve, portanto, agendada".

Em causa está o controlo da instituição bancária portuguesa, discutida entre o grupo Santoro, de Isabel dos Ssntos, e os espanhóis do CaixaBank.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.