sicnot

Perfil

Economia

Galp Energia com resultado líquido de 114 M€ no 1º trimestre

A Galp Energia registou um resultado líquido ajustado de 114 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, uma diminuição de sete milhões face ao período homólogo de 2015, informou hoje a empresa.

(Arquivo)

(Arquivo)

MARIO CRUZ/LUSA

Na comunicação dos resultados trimestrais à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp Energia adianta que, de acordo com as Normas Internacionais de Relato Financeiro (IFRS), o resultado líquido foi negativo em 58 milhões de euros, "incluindo um efeito 'stock' negativo de 92 milhões de euros (decorrente da descida do preço das 'commodities') e eventos não recorrentes de 80 milhões".

O crescimento da produção de petróleo e gás no primeiro trimestre contribuiu para atenuar os efeitos da descida do preço do petróleo.

Segundo a petrolífera portuguesa, o ritmo de crescimento da produção de petróleo e gás manteve-se nos primeiros três meses do ano, com a entrada em operação da sua quinta unidade flutuante no Brasil, embora não tenha compensado inteiramente a descida das cotações do crude, fixando-se a redução homóloga dos resultados líquidos em sete milhões de euros.

A produção total de petróleo e gás da Galp Energia no primeiro trimestre do ano aumentou 35,8% em relação ao mesmo período de 2015, para uma média diária de 56,3 mil barris, dos quais 52,9 foram de crude e os restantes de gás.

Após a entrega da parte desta produção devida aos países onde produz, em contrapartida pelos direitos de exploração e em impostos em espécie, a empresa ficou com 53,7 mil barris por dia, mais 38,7% do que nos primeiros três meses de 2015.

O Ebitda (resultados antes de impostos, juros e amortizações) ajustado atingiu os 239 milhões de euros, menos 22% do que no período homólogo de 2015.

A margem de refinação diminuiu para 4,1 dólares por barril, o que, segundo a Galp, está em linha com os mercados internacionais.

Lusa

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.

  • Crianças no Daesh - 2ª Parte
    23:43
  • Montenegro e o futuro do PSD: "Não vou pedir licença para avançar"
    1:41

    País

    Luís Montenegro admite que se achar que é a pessoa ideal para a liderança do PSD, não vai pedir licença a ninguém para avançar. Em entrevista à SIC Notícias, o ex-líder parlamentar do PSD diz que está ao lado de Passos Coelho mas sublinha que é importante que haja uma clarificação na liderança do partido.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Estes engenheiros não tiveram formação para exercer arquitetura"
    7:00

    País

    O Parlamento aprovou esta quarta-feira as propostas do PSD e do PAN para devolver aos engenheiros a possibilidade de assinarem projetos de arquitetura. Os aquitetos discordam da medida. José Manuel Pedreirinho, presidente da Ordem dos arquitetos, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Foi uma grande honra ser deputado"
    1:23

    País

    Alberto Martins vai deixar a vida política, o socialista renunciou esta quarta-feira ao cargo de deputado, que ocupava há 30 anos, com algumas interrupções. Alberto Martins desempenhou funções de ministro da Reforma do Estado no segundo Governo de António Guterres, e de ministro da Justiça no segundo Executivo liderado por josé Sócrates. O socialista vai ser substituído por Hugo Carvalho.