sicnot

Perfil

Economia

Termina amanhã o prazo de entrega do IRS para trabalhadores dependentes e pensionistas

Os trabalhadores dependentes e os pensionistas têm até amanhã para entregar as declarações de IRS referentes aos rendimentos de 2015, em papel ou através do Portal das Finanças, segundo informação da Autoridade Tributária e Aduaneira.

De acordo com o calendário fiscal publicado no Portal das Finanças, termina este sábado o prazo para que os sujeitos passivos com rendimentos da categoria A (trabalho dependente) e H (pensões), entreguem, "por transmissão eletrónica de dados ou em suporte de papel" a sua declaração de IRS (Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares).

Caso o contribuinte tenha auferido rendimentos destas categorias provenientes do estrangeiro deve juntar à declaração o anexo J e se tiver benefícios fiscais, deduções à coleta, acréscimos ou rendimentos isentos sujeitos a englobamento deve juntar o anexo H, escrevem as Finanças.

Até quinta-feira, segundo dados publicados no Portal das Finanças, foram submetidos mais de 2,9 milhões de declarações de IRS de trabalhadores dependentes e pensionistas.

Segundo o Ministério das Finanças, os contribuintes que entregaram as declarações de IRS nos primeiros dias do mês de abril devem receber os respetivos reembolsos durante esta semana.

"O primeiro conjunto de reembolsos de IRS foi já autorizado no final da semana passada", disse à Lusa fonte da tutela, acrescentando que "os contribuintes visados deverão receber os devidos reembolsos durante esta semana".

O prazo para a entrega do IRS teve início depois de um período de 15 dias, durante o qual os contribuintes puderam reclamar dos valores das despesas de IRS inscritos na página disponibilizada no Portal das Finanças.

Em maio, decorre a segunda fase de entrega do IRS (trabalhadores independentes e outras categorias).

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC