sicnot

Perfil

Economia

Apanhada ex-bancária suspeita de desviar 20 milhões de euros

Foi apanhada a ex-bancária do banco BEST, suspeita de ter desviado cerca de 20 milhões de euros dos depositantes.

Ana Mafalda Prazeres era procurada pela Judiciária e será ouvida esta tarde pelo juiz Ivo Rosa, no Tribunal Central de Instrução Criminal.

A mulher terá enganado os clientes com falsas promessas de juros mais altos do que os praticados na banca.

Através de códigos de acesso e palavras passe que os clientes lhe confiavam, terá retirado das contas cerca de 20 milhões de euros.

A suspeita foi agente do Banco Best até janeiro deste ano, altura em que rescindiu o contrato.

  • PJ procura ex-bancária suspeita de desviar 20 milhões de euros
    2:21

    País

    Uma ex-bancária, suspeita de ter desviado 20 milhões de euros dos depositantes, está a ser procurada pela polícia judiciária. A mulher, que foi agente do Banco Best e tinha escritório na Rua Castilho em Lisboa, terá ficado com dinheiro de investidores a quem prometia juros de 2% ao mês.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.