sicnot

Perfil

Economia

Dívida pública portuguesa sobe para 233 mil M€ em março

A dívida pública na ótica de Maastricht subiu 1,7 mil milhões de euros em março face a fevereiro, fixando-se em 233 mil milhões de euros, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

De acordo com o BdP, a dívida pública na ótica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, passou de 231,342 mil milhões de euros em fevereiro para 233,039 mil milhões de euros em março.

"Esta variação reflete emissões líquidas positivas de títulos (1,4 mil milhões de euros), um aumento das responsabilidades em numerário e depósitos (0,5 mil milhões de euros) e uma diminuição de empréstimos (0,3 mil milhões de euros)", sinaliza em comunicado a instituição liderada por Carlos Costa.

O aumento da dívida pública, segundo o BdP, foi acompanhado por um aumento "menos acentuado" dos ativos em depósitos (1,1 mil milhões de euros), pelo que a dívida pública líquida de depósitos da administração central registou um aumento de 0,6 mil milhões de euros face ao mês anterior, ascendendo a 218,6 mil milhões de euros.

A dívida pública em março de 2015 era, segundo os dados do banco central, de 227,906 mil milhões de euros.

A dívida na ótica de Maastricht é utilizada para medir o nível de endividamento das administrações públicas de um país e o conceito está definido num regulamento de 2009 do Conselho Europeu, relativo à aplicação do protocolo sobre o procedimento relativo dos défices excessivos anexo ao Tratado que institui a Comunidade Europeia.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19