sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas alerta para deterioração do défice estrutural e critica medidas de consolidação

Bruxelas alerta para a deterioração do défice estrutural português. Nas previsões económicas de Primavera divulgadas hoje, a Comissão Europeia até coloca o défice nominal para 2016 e 2017 abaixo dos 3% do PIB, a linha vermelha do défice excessivo, mas é crítica quanto às medidas de consolidação orçamental.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Rafael Marchante / Reuters

As previsões de Bruxelas apontam finalmente para um défice nominal abaixo da linha vermelha, mas a Comissão Europeia continua mais pessimista do que o Governo. Enquanto as contas de Centeno apontam para um défice de 2,2% este ano, Bruxelas fala em 2,7% do PIB.

A diferença mantém-se também para 2017. O governo prevê um défice de 1,4%. e os técnicos europeus dizem que será maior e chegará aos 2,3%.

Apesar da revisão em baixa do défice nominal, a Comissão avisa que há riscos significativos e mostra-se preocupada com o défice estrutural. Segundo Bruxelas, deverá aumentar duas décimas este ano, mais três no próximo e a culpa é da falta de medidas de consolidação orçamental e da dificuldade para se encontrar acordos nesta área em 2016 e 2017.

Também o crescimento económico é revisto em baixa e está abaixo das previsões do Governo.

Outros riscos prendem-se com a desaceleração da retoma económica e do investimento e com possíveis derrapagens na despesa.

As previsões hoje reveladas apontam para uma taxa de desemprego de 11,6% este ano e 10,7% em 2017.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16