sicnot

Perfil

Economia

Economia europeia a crescer a ritmo moderado até 2017

A economia europeia vai continuar a crescer a um ritmo moderado pelo menos até 2017. As previsões da Comissão Europeia apontam para uma subida de 1,6% do PIB na Zona Euro e 1,8% na União Europeia em 2016.

reuters

O boletim da primavera salienta que a política monetária do BCE tem estimulado o investimento através de medidas que facilitam o acesso ao financiamento. Ainda assim, o aumento dos preços do petróleo e a valorização do euro face ao dólar pode prejudicar as exportações dos países europeus.

A Comissão sublinha que continuam a ser necessárias reformas estruturais para controlar a elevada dívida pública e privada, ultrapassar as fragilidades do setor financeiro e aumentar a competitividade.

As estimativas apontam para uma queda da taxa de desemprego para 10,3% em 2016 e 9,9% em 2017 na Zona Euro.
No conjunto dos países da União, a taxa de desemprego deve fixar-se em 8,5% em 2017.
A inflação deve manter-se este ano muito próxima do zero.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.